quinta-feira, 4 de maio de 2017

PAÍS EM GUERRA

Síria usou armas químicas quatro vezes nos últimos meses, diz ONG

Mais de 90 pessoas morreram em um ataque realizado no último dia 4 de abril (Fonte: Reprodução/Reuters)

Em relatório divulgado nesta segunda-feira, 1º, a ONG Human Rights Watch (HRW) afirmou que o governo sírio usou armas químicas de forma sistemática nos últimos meses.

Ainda de acordo com a ONG, houve pelo menos quatro ataques com agentes químicos no país nos últimos meses, incluindo o registrado no dia 4 de abril em Khan Sheikhoun, no qual morreram 92 pessoas, sendo 30 crianças.

O episódio foi investigado de forma independente pela HRW, que concluiu que foi utilizado gás sarin no ataque, que também deixou centenas de pessoas feridas. A análise da ONG indica que o agente nervoso liberado com uma bomba de fabricação soviética disparada a partir de um avião do exército sírio.

Os outros três episódios apontados pela HRW teriam ocorrido entre dezembro do ano passado e março deste ano.

O diretor da ONG HRW, Kenneth Roth, ressaltou que “é simplesmente absurdo acreditar que nestes quatro casos ocorridos desde dezembro bombas convencionais sírias caíram de alguma forma, por casualidade, em depósitos de agentes nervosos”, conforme defendem os governos da Síria e da Rússia.

Ainda segundo Roth, os ataques demonstram justamente o contrário, que o regime sírio guardou gás sarin ou um agente similar, embora Bashar al-Assad tenha se comprometido a acabar com todo o seu arsenal químico.

O relatório da ONG HRW destaca que helicópteros do Exército sírio continuam utilizando cloro como arma e também denuncia o uso de munições carregadas com cloro por parte de forças terrestres.

“Nos últimos seis meses, o governo usou aviões de guerra, helicópteros e infantaria para lançar cloro e sarin em Damasco, Hama, Idlib e Aleppo. Isso é um uso generalizado e sistemático de armas químicas”, ressaltou Roth.Uol


Nenhum comentário:

Postar um comentário