quarta-feira, 9 de agosto de 2017

ERRO EVITÁVEL- Guerra contra a Coreia do Norte não é uma boa opção

A melhor opção contra a Coreia do Norte é limitar as ações de Kim Jong-un (Foto: Flickr/Fredd_jes)

É estranho que a Coreia do Norte cause tanta perturbação mundial. O país não é uma potência e sua economia representa somente um quinto da economia de sua vizinha e rival Coreia do Sul. Para ter uma ideia, os americanos gastam o dobro do PIB norte-coreano com seus animais de estimação.

Mesmo assim, o regime de Kim Jong-un captou a atenção mundial, até mesmo do presidente dos EUA, com seu programa nuclear. O arsenal nuclear do país já tem capacidade para atingir a Coreia do Sul e o Japão, e Kim anunciou que pretende aniquilar preventivamente qualquer país que considere uma ameaça. Somente um tolo não ficaria alarmado.

Donald Trump já alertou a Kim, via Twitter, que seus planos de atingir os EUA “não acontecerão”. Alguns especialistas americanos sugerem interceptar mísseis norte-coreanos, outros sugerem o uso de força militar em uma ação preventiva que esmagaria o regime de Kim antes que ele pudesse atacar.

Porém, é este tipo de ação militar que pode levar a resultados catastróficos. O arsenal norte-coreano está perfeitamente escondido. Logo, seria bastante difícil destruí-lo, mesmo que os EUA tivessem informações o bastante sobre a Coreia do Norte, o que não é o caso.

Se uma ação militar seria algo irresponsável e a diplomacia se provou insuficiente, a única opção que resta é limitar Kim Jong-un. Porém, Trump deve deixar claro quer qualquer ação contra os EUA e seus aliados terão resposta imediata. Kim se importa com a própria pele. Ele gosta da viver como um semideus em um palácio e com o poder de matar ou subjugar qualquer um de seus subordinados. Se ele lançar um ataque nuclear perderia essa vida luxuosa.

Todas as opções possíveis para lidar com a Coreia do Norte são ruins. Porém, é importante lembrar que os EUA já estiveram nesta situação antes. Quando Stalin e Mao Tsé-Tung desenvolveram sua primeira bomba atômica, alguns países ocidentais pediram por um ataque militar preventivo. Manter a cabeça fria, no entanto, teve melhores resultados. Algum dia, talvez por golpe de Estado ou manifestações populares, a Coreia do Norte se verá livre do regime do regime atual. Até que isso ocorra, o mundo deve manter a calma e se concentrar em limitar Kim Jong-un.The Economist

Nenhum comentário:

Postar um comentário