segunda-feira, 7 de agosto de 2017

RELIGIÃO - Por que o exorcismo está em alta na França?

O exorcismo está em ascensão na França (Foto: Pixabay)

O exorcista Philippe Moscato percorre os aposentos de um grande apartamento em Paris, aspergindo água benta e dizendo palavras encantatórias. “Espíritos malignos desapareçam!”, diz. Ao final, informou ao dono do apartamento que havia expulsado os espíritos do mal. Moscato cobra € 155 (US$ 182) pelo ritual, com duração de uma hora. Ao longo da semana exorciza apartamentos em Paris e, uma vez por semana, expulsa demônios ou espíritos malignos do corpo de alguém.

Ele não está sozinho. Diversos exorcistas, curandeiros, médiuns, cabalistas e xamãs oferecem serviços semelhantes online por um preço de até € 500 por ritual. O exorcismo está em ascensão na França. Por quê?

De acordo com os exorcistas, a expulsão dos demônios e dos espíritos malignos beneficiam as pessoas em seus negócios, na vida afetiva, em situações de estresse etc. Moscato recebeu uma “avalanche” de pedidos de exorcismo após os atentados terroristas na França em 2015. Alessandra Nucci, uma escritora de temas católicos que participou de um curso realizado pela Associação Internacional de Exorcistas (AIE), em Roma, disse que existe um número crescente de “exorcistas na Europa que cobram por seus serviços”. Segundo Nucci, eles preenchem o vácuo deixado pelos padres relutantes em praticar o exorcismo, apesar da forte demanda do público.

A demanda é real, mas por razões distintas. Os imigrantes em Paris, sobretudo africanos, preferem recorrer a exorcistas carismáticos, em vez de procurar ajuda na igreja. O cliente que Moscato visitou no apartamento em Paris contratou seus serviços por curiosidade depois de ouvir comentários de amigos. São pessoas que não frequentam a igreja e, portanto, não pediriam a um padre para abençoar suas casas. Outros se entusiasmam pela facilidade de contratar os serviços de um exorcista online.

Todas essas razões aliadas ao estresse do mundo atual estimulam a busca por doutrinas esotéricas, práticas divinatórias e rituais mágico-religiosos como o exorcismo. Um fenômeno da vida contemporânea, como tantos outros.The Economist

Nenhum comentário:

Postar um comentário