segunda-feira, 25 de setembro de 2017

MENSAGEM DO DIA

VIVENDO NO BRASIL 1

CPI DELAÇÃO DA JBS

Janot é convidado a depor e seu braço direito pode ser investigado

O requerimento de convite para o depoimento de Janot foi aprovado na comissão de maneira simbólica e teve apenas um voto contrário

Uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) criada para investigar a atividades do grupo JBS decidiu na quinta-feira, 21, que convocará o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot e seu ex-chefe de gabinete, o procurador Eduardo Pelella, para depor. A comissão também aprovou a convocação do ex-procurador Marcelo Miller, suspeito de atuar em favor da JBS.

O requerimento de convite para o depoimento de Janot foi aprovado na comissão de maneira simbólica e teve apenas um voto contrário, do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). O deputado Delegado Francischini (SD-PR), um dos sub-relatores da comissão, manifestou preocupação com uma possível retaliação ao ex-procurador-geral, embora tenha votado a favor do convite. “Não concordo que ele venha como investigado ou como retaliação, mas que ele venha para contribuir com a comissão. Não temos qualquer fato concreto que indique qualquer crime cometido por Janot”, explicou.

Em relação ao convite à Pelella, o deputado e também sub-relator Hugo Leal (PSB-RJ) defendeu que não havia necessidade de chamar o procurador. “Não acho prudente, neste momento, trazer outro procurador que esteja na mesma linha (do convite a Janot). Por isso não vejo por que trazer Pelella neste momento”, disse Leal.

Além de Leal, votaram contra o convite a Pelella o deputado Francischini e o senador Randolfe Rodrigues.

O relator da CPMI, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), defendeu os convites para depor. “Parece que a todo momento temos que pedir desculpas por chamar A ou B, sendo que um dos objetivos da CPI é justamente investigar as circunstâncias em que foram celebrados os acordos de delação premiada e de leniência com o grupo JBS”, disse Marun.

Investigação da PGR

Em uma conversa flagrada pelo jornal Folha de S. Paulo, um membro da equipe da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou que a tendência do órgão é investigar Pelella. A informação foi publicada pelo jornal nesta sexta-feira, 22.

O jornal relata uma conversa do procurador Sidney Pessoa Madruga, que foi escolhido por Dodge para ser coordenador do Grupo Executivo Nacional da Função Eleitoral (Genafe), com uma mulher não identificada no restaurante Taypá, em Brasília.

Segundo a Folha, Madruga questiona o papel de Pelella na negociação da delação da JBS. Ele foi citado por delatores da empresa e esteve em uma reunião com um deles, o advogado Francisco Assis e Silva, dias antes de Joesley Batista encontrar Michel Temer no Palácio do Jaburu.

“Não é para punir, é para esclarecer”, disse Madruga. Ele ainda destacou que é preciso entender “qual é o papel do Pelella nessa história toda, porque está todo mundo perguntando”.Folha de S. Paulo



LAVA JATO DILMA

A denúncia confirmou que Dilma e o casal de marqueteiros usavam três contas de email secretas para trocar informações sobre o andamento da Lava Jato (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Uma denúncia apresentada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot revelou que as investigações conseguiram provar que a ex-presidente Dilma Rousseff usou uma conta de email para alertar o casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura do risco de prisão.

Janot apresentou a denúncia em 6 de setembro, mas os detalhes só foram divulgados agora. Além de Dilma, o ex-procurador-geral acusou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro Aloizio Mercadante de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato.

Segundo Janot, as investigações “confirmaram diversos telefonemas trocados entre Mônica Moura e terminais cadastrados em nome da Presidência no período dos fatos. A adoção de tais medidas permitiu que João Santana e Mônica Regina Cunha Moura se precavessem contra diligências investigatórias como buscas e apreensões e prisões”.

A denúncia confirmou que Dilma e o casal de marqueteiros usavam três contas de email secretas para trocar informações sobre o andamento da Lava Jato. No entanto, ao invés de escrever a mensagem e, em seguida, enviarem, eles salvavam o texto na pasta de rascunho para evitar que fosse rastreado. Depois da leitura, a mensagem era apagada.

Além disso, as mensagens eram escritas por meio de códigos. “O seu grande amigo está muito doente. Os médicos consideram que o risco é máximo. O pior é que a esposa, que sempre tratou dele, agora está com câncer e com o mesmo risco. Os médicos acompanham os dois dia e noite”, diz um dos emails atribuídos a Dilma por Janot.

Dessa forma, a denúncia contraria o que Dilma alegou em 12 de maio, quando veio a público o teor da delação do casal. Na ocasião, Dilma disse em nota que a informação dada pelos marqueteiros era “fantasiosa”.

Na denúncia, Janot afirmou que “os dados telemáticos obtidos na Ação Cautelar 4337 confirmaram a existência dos e-mails em questão”.

Além de acusar Dilma pela troca de mensagens, Janot também disse na denúncia que Lula foi nomeado ministro da Casa Civil em março de 2016 para ter proteção escapar do julgamento em primeira instância na Lava Jato. Mercadante é acusado de ser o emissionário de Dilma para falar com um assessor do ex-senador Delcídio do Amaral para evitar que ele firmasse acordo de delação premiada.O Globo

TENSÃO NUCLEAR A GUERRA ESTA CHEGANDO

Coreia do Norte ameaça novo teste com bomba-H no Pacífico, diz mídia

Kim Jong-um disse que Trump tem um 'transtorno mental' (Foto: Flickr)

A mídia sul-coreana relatou que o ministro Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong-ho, disse que o país pode realizar um novo teste com uma bomba de hidrogênio no Oceano Pacífico. A ação seria uma resposta ao discurso do presidente americano Donald Trump na 72ª Assembleia-Geral da ONU. Trump disse que se fosse necessário “destruiria completamente” a Coreia do Norte.

Segundo a agência sul-coreana Yonhap, Ri disse que esta “poderia ser a mais poderosa detonação de uma bomba-H no Pacífico”.

A Coreia do Norte continua a desenvolver seu arsenal nuclear mesmo com sanções e vetos da ONU. No mês passado, realizou o sexto teste nuclear. Na última quinta-feira, 21, Donald Trump, anunciou uma ordem executiva, estabelecendo que seu governo pode impor sanções contra empresas e instituições financeiras que negociarem com a Coreia do Norte.

Após o discurso de Trump, o líder norte-coreano, Kim Jong-um, disse que o republicano tem um “transtorno mental” e que “pagará caro” pelas ameaças feitas contra seu país.

Trump, por sua vez, escreveu no Twitter: “Kim Jong-um da Coreia da Norte, que obviamente é um homem louco que não se importa em matar seu povo e fazer eles passarem fome, vai ser testado como nunca antes”.O Globo

EUA ECONOMIA

O futuro do Fed

A recondução de Yellen a um segundo mandato ganha mais força em comparação com os candidatos republicanos ao cargo (Foto: Wikimedia)

Entre os muitos questionamentos em relação à conduta do presidente Donald Trump, havia o receio que ele nomeasse pessoas que lhe são leais para ocupar cargos importantes no Federal Reserve (Fed). Essa preocupação foi substituída por outra, quando em 6 de setembro, Stanley Fischer, um economista experiente, anunciou sua aposentadoria em outubro, nove meses antes do fim de seu mandato como vice-presidente do Fed, alegando razões pessoais. Isso significa que é preciso preencher quatro cargos no conselho de 12 membros do banco central americano. Esse número pode subir para cinco em fevereiro, com o fim do mandato de Janet Yellen como presidente do Federal Reserve.

Trump não tem se precipitado em indicar pessoas para ocupar postos de alto escalão. Mas ter líderes com credibilidade no banco central é fundamental para a estabilidade do mercado financeiro. A política monetária do Fed determina desde o equilíbrio da economia americana às operações de crédito em países emergentes. A recondução de Janet Yellen a mais um mandato de quatro anos como presidente do Fed daria não só clareza sobre a direção futura e a independência do Fed, como também facilitaria o preenchimento dos outros cargos.

Mas Trump valoriza mais a lealdade do que a competência. Yellen é uma democrata nomeada por Barack Obama, que recusou as propostas da adoção de medidas menos rígidas de regulamentação do setor financeiro do Departamento do Tesouro.

No momento, o Fed precisa de uma liderança competente para resolver problemas complexos como a reversão da política de flexibilização quantitativa e de explicar por que as baixas taxas de desemprego não aumentaram a inflação. A economia americana se recuperou após a crise financeira mundial de 2008. Apenas duas vezes em sua história o PIB cresceu por mais de alguns trimestres consecutivos. Os erros na política monetária em geral são cometidos quando o ciclo econômico está em expansão e é mais difícil definir a taxa de juros correta. Em um período de recessão, a taxa de juros provavelmente não será muito superior a 2%, o que deixa pouca margem para cortes. Nesse momento, um profissional experiente, como Yellen, é de vital importância.

A recondução de Yellen a um segundo mandato ganha mais força em comparação com os candidatos republicanos ao cargo. Gary Cohn, diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, não tem experiência em bancos centrais. Além disso, é possível que tenha eliminado suas chances ao criticar a reação de Trump à recente violência racial em Charlottesville. O outro candidato, Kevin Warsh, trabalhou no Open Market Committee do Fed de 2006 a 2011 e tem usado seus contatos e influência para obter o cargo. Porém, é coautor de um artigo em que elogia a proposta econômica do presidente Trump, o que pode lhe abrir as portas da Casa Branca, mas põe em dúvida sua independência no comando do Federal Reserve.

O terceiro argumento a seu favor é o precedente. Desde o final da década de 1970, os presidentes do Fed têm sido reconduzidos ao cargo por um presidente de um partido diferente. Paul Volcker, um democrata, foi renomeado por Ronald Reagan. Bill Clinton reconduziu Alan Greenspan, um republicano, a um segundo mandato. E Ben Bernanke foi renomeado por Barack Obama.

Nenhum desses argumentos seria convincente se Yellen não tivesse feito um bom trabalho nos quatro anos em que presidiu o Fed. Ela foi criticada por ter aumentado a taxa de juros cedo demais e por ser muito cautelosa sobre o ritmo dos aumentos. Mas a inflação ainda é baixa dentro da meta da taxa de juros a 2%. E a oferta de vagas de emprego tem crescido em uma média mensal de 185 mil desde que o Fed começou a aumentar a taxa de juros em dezembro de 2015. Não resta dúvida que sua substituição é uma escolha difícil para o governo de Donald Trump.The Economist

ALEMANHA ELEIÇÕES

Merkel vence com 33,5%, segundo pesquisa de boca de urna


EFE/EPA/Carsten Koall

A aliança conservadora formada pela União Democrata-Cristã (CDU), da chanceler alemã, Angela Merkel, ganhou neste domingo as eleições com 33,5% dos votos, 12% a mais que o Partido Social Democrata (SPD), conforme a pesquisa de boca de urna feita pela emissora pública de TV "ZDF". A ultradireitista Alternativa para a Alemanha (AfD) ficou no terceiro, com 13%.

O Partido Liberal estaria com 10%, conforme os números divulgados pela rede de TV no fechamento dos locais de votação, enquanto as legendas A Esquerda e Os Verdes empatariam, com 9%.

Estes resultados são muito parecidos ao do levantamento divulgado pelo canal "ARD", que dá ao bloco conservador 32,5% dos votos, seguido do SPD, do ex-presidente do Parlamento Europeu Martin Schulz, com 20%, e da AfD, com 13,5%.

Caso as pesquisas sejam confirmadas, só existem duas opções de aliança de governo possíveis: a reedição da grande coalizão com os social-democratas, como a que Merkel liderou na última legislatura, ou um tripartido inédito a escala federal entre os aliados da chanceler, os Verdes e o Partido Liberal. Estas porcentagens representam o afundamento do SPD no pior resultado em eleições gerais da sua história.

Os dois grandes partidos sofreram um claro retrocesso também com relação ao pleito de 2013, em que a União Democrata-Cristã e a sua irmanada União Social-Cristã da Baviera (CDU/CSU) obtiveram 41,5% e o SPD, 25,7%. A Esquerda foi terceira força, com 8,6%, enquanto que os Verdes obtiveram 8,4%. Tanto o Partido Liberal quanto a AfD, então um partido essencialmente eurocético, ficaram alguns décimos abaixo do mínimo necessário para ter representação parlamentar (5%).

Caso se confirme, o próximo Bundestag (parlamento alemão) contará com seis grupos e será o mais diverso quanto ao número de formações desde os anos 50.EFE

VIVENDO NO BRASIL 2

VENEZUELA CRISE

Desnutrição atinge 35,5% das crianças pobres da Venezuela, indica estudo

EFE/Miguel Gutiérrez

Um estudo da Organização Cáritas da Venezuela publicado nesta quinta-feira mostra que 35,5% do total de crianças pobres do país, com idades de zero a cinco anos, apresentam alguma forma de desnutrição.

A pesquisa foi feita com familiares das crianças em três estados do país. Desse total, 14,5% sofrem de desnutrição moderada ou severa, e outros 21% em grau leve. No entanto, outros 32,5% estão em risco de serem afetados pelo problema.

O estudo começou a ser realizado em outubro do ano passado em 32 paróquias de Caracas e dos estados de Miranda, Vargas e Zulia. Contudo, durante o último quadrimestre, as pesquisas não foram realizadas na capital por causa da onda de protestos contra o governo que deixou mais de 120 mortos.

A Cáritas explicou no relatório que entre dezembro de 2016 a agosto de 2017 houve um aumento da desnutrição infantil aguda de 3,5 pontos percentuais por mês e que 71% das famílias visitadas relataram ter visto sua situação alimentar se deteriorar.

Além disso, a pesquisa revela que 63% dos entrevistados compram comida de revendedores devido à escassez nos supermercados. Apenas 31% têm acesso a um programa governamental que concede uma cesta básica com preços subsidiados pelo Executivo.

A maioria das famílias ouvida na pesquisa, todas residentes em áreas vulneráveis, relata ter diminuído ou eliminado o consumo de carne vermelha, frango, ovos e lácteos. Elas também têm problemas para ter acesso diário à água potável.EFE

PAPA EXORTAÇÃO

Papa é acusado de divulgar "sete heresias" em exortação da família

EFE/Giorgio Onorati

Cerca de 60 historiadores, teólogos e sacerdotes divulgaram neste domingo uma carta enviada ao papa Francisco e no qual destacam sete supostas heresias contidas na exortação apostólica sobre a família "Amoris Laetita".

A carta, de 25 páginas, foi enviada ao pontífice no último dia 11 de agosto. O documento, ainda aberto para novas assinaturas, afirma que Francisco, através da "Amoris Laetitia", divulgou sete posturas heréticas em referência ao casamento e a vida moral.

"E fez com que essas opiniões heréticas se propaguem na Igreja Católica", afirmaram os assinantes da carta.Na exortação, publicada em abril de 2016, o papa, entre outras coisas, abriu a possibilidade que pessoas divorciadas que voltaram a se casar pudessem comungar.

A publicação também gerou uma série de dúvidas doutrinais entre os cardeais Raymond Burke, Walter Brandmueller, Carlo Caffarra e Joachim Meisner, qu escreveram ao pontífice em setembro de 2016 para solicitar um esclarecimento.

Na carta publicada hoje, Francisco também é denunciado por ter aparentemente influenciado pelas ideias de Martin Lutero. Segundo o documento, o líder protestante tinha ideias sobre o casamento, o divórcio, o perdão e a lei divina similares às do papa.

Entre as pessoas que assinaram a carta estão teólogos, professores, historiadores e sacerdotes de todo o mundo, entre eles Ettore Gotti Tedeschi, ex-presidente do Banco do Vaticano.EFE

FURACÕES ATLÂNTICO

Navio com ajuda humanitária sofre tentativa de assalto em Dominica

EFE/Thais Llorca

Cidadãos de Dominica, irritados com a falta de atenção do governo da ilha após os estragos deixados pelo furacão Maria, tentaram assaltar neste sábado um navio que chegou a Roseau - a capital - com suprimentos e ajuda humanitária.

A equipe que organizava a distribuição foi surpreendida pela multidão, que tentou se apoderar do material enviado de Martinica. Alguns estrangeiros que estavam no porto aguardando para sair da ilha testemunharam o incidente, que acabou fazendo com que o navio não atracasse.

A imprensa do país informou que alguns estabelecimentos foram saqueados, já que nem sempre a Polícia consegue inibir os ataques e os moradores não estão respeitando o toque de recolher.

O Aeroporto Douglas-Charles permanece inacessível, e autoridades dos Estados Unidos e do Reino Unido, por exemplo, estão enviando embarcações para buscar os seus cidadãos que estão no país.EFE

GRÉCIA ARQUEOLOGIA

Arqueólogos localizam importante templo de Ártemis na ilha grega de Eubea

Foto de arquivo de 2006 de uma escavação arqueológica na ilha grega de Creta. EFE/Orestis Panagiotou

Uma equipe de arqueólogos gregos e suíços localizou na ilha grega de Eubea, após dez anos de escavações, os restos do templo de Amarysia Ártemis, local de culto mais importante da antiguidade nesta ilha.

Os arqueólogas acharam vários prédios construídos entre os séculos VI e II a.C. e uma fonte subterrânea, bem como uma série de inscrições que fazem referência a Amarysia Ártemis.

"A descoberta das inscrições é muito importante porque não deixa nenhuma dúvida de que o templo é o de Amarysia Ártemis", declarou à Agência Efe Amalia Karapasjalidu, arqueóloga grega que comanda as escavações no sítio arqueológico.

Karapasjalidu explicou que o período de auge do templo foi situado entre os séculos IV e II a.C., ainda que haja indicações claras de que o local tenha sido utilizado para o culto de Artemísia em períodos anteriores e posteriores a estes séculos.

"Alguns achados datam inclusive do período geométrico (séculos IX-VIII a.C.) e o material de construção da fonte foi reutilizado uma segunda vez, o que na antiguidade ocorria com frequência", disse Karapasjalidu.

A existência deste templo é mencionada pela primeira vez na obra do geógrafo Estrabão, do século I a.C.

No volume X da sua obra, Estrabão situa o templo a uma distância de sete estádios (um estádio equivalia aproximadamente a 185 metros), ou seja, quase um quilômetro e meio, da cidade de Erétria.

Seguir essa referência acabou levando durante décadas à busca pelo templo em lugares errados, até que o professor da universidade de Neuchâtel, na Suíça, Denis Knoepfler, especialista em inscrições, mostrou, no final dos anos 70, que a verdadeira distância de Erétria ao templo era de 60 estádios, ou seja, cerca de 11 quilômetros.

"Nos anos 90, começamos uma escavação em um lugar próximo ao templo, após a detenção de um grupo que lá fazia escavações arqueológicas ilegais, e achamos centenas de estatuetas com uso ritual dedicadas a Ártemis. Então me convenci de que o templo estava nos arredores", explicou Karapasjalidu.

A arqueóloga ressaltou que sua equipe descobriu no início da sua escavação do sítio atual uma importante galeria do século IV a.C."Estávamos convencidos de que se tratava do templo de Ártemis, mas não tínhamos a prova das inscrições que achamos este ano", concluiu Karapasjalidu.EFE

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

HAPPY HOUR


PENSAMENTO DA SEXTA


NOSSO SOM





BRASIL ELEIÇÕES 2018

OEA enviará pela primeira vez missão de observação para eleição no Brasil

EFE/FERNANDO BIZERRA JR

A Organização dos Estados Americanos (OEA) enviará pela primeira vez uma missão de observação ao Brasil para acompanhar as eleições marcadas para outubro de 2018.

"É um grande passo que o maior país da América do Sul conte conosco em um evento tão transcendental como são as próximas eleições", celebrou nesta quinta-feira o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, em comunicado.

"É uma prova da abertura do Brasil e de suas autoridades, e do reconhecimento da qualidade profissional das nossas missões de observação", completou o ex-chanceler do Uruguai.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), através da missão permanente do Brasil na OEA, enviou o convite para ter uma missão de observação do órgão no pleito do próximo ano na última terça-feira.

Almagro afirmou que a OEA começará "de imediato" os preparativos para a missão, incluindo os contatos com os doadores para garantir o financiamento necessário, que nunca pode ser feito pelo anfitrião.

Apesar do anúncio, ainda não foi determinado o tamanho da missão e nem quem será o responsável pela mesma.

O Brasil será o 28º país que recebe uma missão de observação do órgão. A OEA aplicará a metodologia e princípios usados nas mais de 240 missões anteriores realizadas em 27 países do continente desde que começou as tarefas de supervisão eleitoral em 1962.

Com a incorporação dos Estados Unidos em 2016 e do Brasil em 2017, apenas seis países da região ainda não receberam missões eleitorais da OEA: Argentina, Barbados, Canadá, Chile, Trinidad e Tobago e Uruguai.EFE

LULA CASO DO TRÍPLEX

MPF dá parecer favorável a pedido de suspeição de Moro

Em julho, Moro condenou Lula a nove anos e meio de prisão (Fonte: Reprodução/Montagem/Exame.com)

O Ministério Público Federal (MPF) emitiu no início desta semana um parecer favorável à defesa do ex-presidente Lula em um recurso que pede a suspeição do juiz federal Sérgio Moro no processo do caso do tríplex do Guarujá.

O parecer, que tem cerca de 20 páginas, foi dado pela subprocuradora-geral da República Aurea Maria Etelvina Nogueira Lustosa Pierre.

O recurso, agora em tramitação no Superior Tribunal de Justiça (STJ), já tinha sido negado pelo próprio juiz Sérgio Moro e pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, em Porto Alegre.

Caberá agora ao ministro relator Felix Fischer, da 5ª Turma do STJ, decidir se Moro agiu de forma parcial ou não.

Entre os argumentos utilizados pela defesa de Lula para pedir a suspeição de Moro estão o uso de “linguagem de certeza de condenação” ainda no recebimento da denúncia e um vídeo divulgado onde o juiz aparece com procuradores da força-tarefa da Lava Jato.

O juiz Sérgio Moro condenou Lula, em julho, a nove anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por ter supostamente aceitado propina da construtora OAS, na forma de um tríplex no Guarujá.

Em um segundo depoimento a Moro na semana passada, Lula chegou a perguntar ao magistrado se ele “seria julgado por um juiz imparcial”. Moro retrucou: “Não cabe ao senhor fazer esse tipo de pergunta para mim. Mas de todo modo, sim”.Uol

NA CIDADE UNIVERSITÁRIA/UFPA - SET 6


CÍRIO DA UFPA NESTA SEXTA 22/09


Será nesta sexta 22,a nona edição do Círio da UFPA...momento único na comunidade
institucional da Ufpa...



PROGRAMAÇÃO:

>> 7h: Visita da imagem peregrina de N. S. de Nazaré ao Hospital Bettina Ferro.
>> Após a visita, a imagem saí em peregrinação pelo Campus da UFPA, no Guamá, em direção ao Complexo do Vadião.
>> 9h: Missa Comunitária no Complexo do Vadião



MÉXICO TERREMOTO

Número de mortos em terremoto no México sobe para 253

EFE/Robert Ríos

O número de mortos no poderoso terremoto registrado há dois dias na região central do México subiu para 253, informou nesta quinta-feira o secretário de Governo, Miguel Osorio Chong, que indicou que há mais de 100 desaparecidos.

Em declarações a uma rádio local, Osorio confirmou a quantidade de pessoas que "lamentavelmente perderam a vida" durante o terremoto de magnitude 7,1 na Escala Richter e indicou que são mais de 100 desaparecidos nos estados atingidos pelo tremor.

"As buscas não vão parar até conseguirmos a localização e o resgate dessas pessoas que, muito possivelmente, estão entre os escombros", disse o ministro, que reconheceu que as chuvas que atingem as regiões abaladas pelo terremoto nas últimas horas não estão ajudando os trabalhos das equipes de resgate.

Osorio explicou que, passada a fase de emergência, as autoridades realizarão uma espécie de censo, passando casa por casa, para verificar os danos provocados pelo tremor.

Após essa etapa, será retirado todo o entulho das ruas, um trabalho que deve requerer várias semanas porque há milhares de toneladas de escombros. Depois, explicou o ministro, começará a fase de reconstrução das estruturas atingidas.EFE

COMPORTAMENTO




PORTUGAL RESIDÊNCIA PERMANENTE

Empresários envolvidos na Lava Jato pediram ‘visto gold’ português

Segundo jornal inglês, os empresários brasileiros conseguiram visto após comprarem imóveis em Portugal (Foto: Reprodução/Reuters)

Empresários brasileiros envolvidos na Operação Lava Jato tentaram obter vistos permanentes de moradia em Portugal após o início das investigações em 2014, relevou uma matéria publicada no jornal britânico Guardian. A lista inclui também pessoas ligadas a políticos e empresários angolanos.

Entre os nomes revelados pelo jornal, os mais destacados são de Otávio Azevedo (ex-presidente do grupo Andrade Gutierrez), Sérgio Andrade (um dos sócios do grupo), Pedro Novis (ex-presidente da Odebrecht) e Carlos Pires Oliveira Dias (vice-presidente do conselho administrativo do grupo Camargo Correa). Segundo o jornal inglês, os empresários brasileiros conseguiram acesso ao ARI – Autorização de Residência para Atividade de Investimento, também conhecido como “visto gold” ou “golden visa” – após comprarem imóveis em Portugal.

O programa de obtenção do visto gold português consiste em que investidores estrangeiros comprem imóveis no país no valor de pelo menos 500 mil euros, em troca da permissão para estabelecer residência fixa em Portugal. Depois de cinco anos, o visto pode ser convertido em cidadania portuguesa, que dá direito a moradia e trabalho em qualquer país da União Europeia.

Segundo o jornal, Otávio Azevedo comprou em 2014 um imóvel avaliado em 1,4 milhões de euros em Lisboa, dois anos antes de ter sido condenado a 18 anos de prisão domiciliar. Já Sérgio Andrade investiu 665 mil euros em outro imóvel também na capital portuguesa. Pedro Novis comprou um apartamento em Lisboa por 1,7 milhões de euros e Carlos Dias fez uma aplicação de 1,5 milhões em Portugal.

O governo português afirmou ao Guardian que o programa de vistos gold cumpre todos os procedimentos legais e de segurança e que os pedidos de residência permanente passam por uma análise que inclui a consulta de registros criminais dos investidores.

Os quatro empresários confirmaram os investimentos feitos em Portugal. No entanto, um porta-voz de Azevedo disse que o empresário não sabia do resultado do seu pedido de residência permanente. Já Andrade negou que estivesse interessado em morar em Lisboa, apesar da compra do imóvel e Novis disse que os tribunais brasileiros têm conhecimento sobre todas as suas atividades em Portugal. Dias foi o único que confirmou já ter o visto português.

De acordo com os jornais portugueses Público e Diário de Notícias, a Comissão Europeia investigará os regimes de obtenção de nacionalidade por meio de programas de captação de investimentos que estão em vigor em todos os estados-membros da União Europeia.

The Guardian

VIVENDO NO BRASIL 2