terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

MENSAGEM DO DIA

VIVENDO NO BRASIL

EM BUSCA DA LIDERANÇA

Trump quer fortalecer arsenal nuclear dos EUA

'Nós nunca iremos ficar para trás em poder nuclear', ressaltou o presidente norte-americano (Fonte: Reprodução/Wikimedia Commons)

Em uma entrevista à agência de notícias Reuters, divulgada na quinta-feira, 23, o presidente norte-americano, Donald Trump, disse que quer expandir o arsenal nuclear dos EUA e colocar o país “no topo do grupo”.

Quando assumiu o poder, em meados de janeiro, Trump afirmou que os EUA “ficaram para trás na capacidade em armas nucleares”.

“Eu sou o primeiro que gostaria de ver todo mundo, ninguém ter armas nucleares, mas nós nunca iremos ficar para trás de qualquer país, mesmo se for um país amigo, nós nunca iremos ficar para trás em poder nuclear […] Seria maravilhoso, um sonho se nenhum país tivesse armas nucleares, mas se países vão ter, nós estaremos no topo do grupo”, ressaltou Trump em entrevista à Reuters.

Um novo acordo entre os EUA e a Rússia sobre limite de armas, denominado Novo START, determina que os dois países limitem, até o dia 5 de fevereiro de 2018, os seus arsenais nucleares para níveis semelhantes durante dez anos.

O acordo prevê ainda que EUA e Rússia não ultrapassem o limite de 800 lançadores de mísseis balísticos terrestres e submarinos e bombardeiros pesados aptos para carregar armas nucleares. Também estão previstos mais limites igualitários em relação a outras armas atômicas.

Em sua entrevista à Reuters, Trump classificou o Novo START como um acordo desigual: “Apenas mais um acordo ruim que o país fez, START, o acordo com o Irã… Nós vamos começar a fazer acordos bons”.

O presidente norte-americano afirmou também que os EUA estão “muito irritados” em relação aos testes de mísseis balísticos da Coreia do Norte. “Vamos ver o que acontece. Mas a situação é muito perigosa, e a China pode terminar com isso muito rapidamente na minha opinião”, ressaltou Trump.Reuters

POLÍTICA ANTI-IMIGRAÇÃO

Secretário dos EUA confirma muro na fronteira com o México

John Kelly fez as declarações em visita à Guatemala (Fonte: Reprodução/AFP)

Em visita à Guatemala na quarta-feira, 22, o secretário de Segurança Interna dos EUA, John Kelly, confirmou a polêmica construção de um muro na fronteira com o México.

Kelly descartou, no entanto, as deportações em massa de imigrantes em situação ilegal nos EUA: “Não estamos fazendo deportações em massa, mas temos leis que temos de respeitar. Então, vamos nos concentrar primeiro naqueles que cometeram crimes nos EUA para expulsá-los”.

Kelly visitou a Guatemala um dia depois de sua pasta publicar duas circulares internas que reforçam a captura e a deportação de imigrantes em situação clandestina.

Os EUA publicaram na última terça-feira, 21, dois memorandos que reforçam a captura e a deportação de imigrantes em situação clandestina, incluindo, segundo John Kelly, um processo legal mais ágil, que permite a devolução de um imigrante ilegal “para seu país de uma forma mais rápida do que se fez em uma década”.

Ainda de acordo com o secretário, a diretiva de Donald Trump dá mais recursos ao Departamento de Segurança Interna, o que “significa mais oficiais para o controle da fronteira, mais recursos para detenções na fronteira e também a construção de uma barreira física” na fronteira.

“O presidente Trump me ordenou que restabeleça o controle na fronteira. Então, vamos construir uma barreira física, vamos realizar patrulhas não militares, mas com homens e mulheres que estão no âmbito da aplicação da lei e de metodologias tecnológicas”, ressaltou John Kelly.

Após a visita à Guatemala, Kelly segue para o México, onde irá se encontrar com o secretário norte-americano de Estado, Rex Tillerson.Uol

LEVANTAMENTO DO CNJ

Mais de 30% dos presos no Brasil são provisórios

A proporção de presos provisórios nos estados varia de forma significativa no Brasil (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Um levantamento feito pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) revelou que do total de 654.372 presos no Brasil, 221.054, ou cerca de 34%, são provisórios. Os números, divulgados na quinta-feira, 23, foram obtidos após análise de dados solicitados, em janeiro, aos Tribunais de Justiça dos estados e do DF.

De acordo com o CNJ, o tempo médio da prisão provisória no país é de um ano e três dias. Pernambuco é o estado com a maior média: 974 dias. Já Rondônia é o estado com a menor média: 172 dias.

A proporção de presos provisórios nos estados também varia de forma significativa, sendo 13% no Amazonas, e 82% no Sergipe. Em São Paulo, o índice é de 15% — o terceiro menor.

O último balanço sobre o número de presos no Brasil havia sido divulgado no fim de 2014 pelo Departamento Nacional Penitenciário (Depen), do Ministério da Justiça. Naquele ano, segundo o balanço, havia um total de 607.731 presos no país.

Em uma reunião em janeiro deste ano, a presidente do CNJ e do STF, ministra Cármen Lúcia, pediu que os presidentes dos Tribunais de Justiça estaduais elaborassem um plano de ação, em um prazo de 90 dias, para acelerar o julgamento de réus presos e ajudar a reduzir a duração das prisões provisórias.

O levantamento do CNJ revelou também que o crime mais frequente associado aos presos provisórios é o de tráfico de drogas: 29%. Em seguida vem o roubo, com 26%, e o homicídio doloso, com 13%.CNJ

INTERNACIONAL

Israel vai negar visto de trabalho para membros do Human Rights Watch

Israel acusa a ONG de fazer propaganda palestina a partir de seus relatórios (Foto: kremlin.ru)

Israel vai se recusar a aprovar vistos de trabalho para funcionários da ONG Human Rights Watch. O país, comandado pelo governo do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, acusa o grupo pró-direitos humanos de ser “extremista, hostil e ter uma agenda anti-Israel”.

A Human Rights Watch é uma organização sem fins lucrativos que relata as violações contra os direitos humanos ao redor do mundo. A nova política israelense acontece depois da solicitação de visto do novo diretor regional da ONG para Israel e Palestina ter sido negada. Omar Shakir tem nacionalidade americana.

“Nós temos poucas relações com os governos da Coreia do Norte, Sudão, Uzbequistão, Cuba e Venezuela, onde não há interesse pelo engajamento dos direitos humanos. Com esta decisão, Israel entra para a lista”, disse Omar Shakir.

Israel acusa a ONG de fazer propaganda palestina a partir de seus relatórios, levantando uma bandeira falsa de ser a favor dos direitos humanos. A ONG se defendeu da acusação, dizendo que faz relatórios sobre os abusos em ambos os lados da disputa, ou seja, tanto em Israel quanto nos territórios palestinos.

A rejeição do visto de trabalho de Omar Shakir foi confirmada em uma carta em 20 de fevereiro. No entanto, o ministro de Relações Exteriores de Israel, Emmanuel Nahshon, disse que a ONG não estava banida do país e que seus funcionários israelenses e palestinos poderiam continuar trabalhando. “Mas por que nós devemos dar visto de trabalho para aqueles que só querem nos denegrir e nos atacar?”, disse Nahshon.

No ano passado, o parlamento israelense aprovou uma lei controversa, que obriga as ONGs a declararem as entidades estrangeiras que as financiam. No entanto, a medida não se aplica para as ONGs que dependem de doações privadas, que costuma ser o caso das organizações de direita, que apoiam os assentamentos israelenses.The Guardian

POLÍCIA BRITÂNICA

Policial que ordenou a morte de Jean Charles chefiará Scotland Yard

Cressida Dick será a primeira mulher a chefiar a corporação em 188 anos de história (Foto: Reprodução/ Youtube)

A policial britânica Cressida Dick, que comandou a operação que matou, por engano, o eletricista brasileiro Jean Charles de Menezes em uma estação do metrô de Londres em 2005, foi anunciada na quarta-feira, 22, como a nova comandante da Polícia Metropolitana de Londres, conhecida como Scotland Yard.

Será a primeira mulher a chefiar corporação em seus 188 anos de história. Cressida, que é policial há mais de 30 anos, substituirá Bernard Hogan-Howe no cargo policial mais importante do Reino Unido. “Esta é uma grande responsabilidade e uma fantástica oportunidade”, disse a policial, que também afirmou se sentir “encantada e honrada”.

Em 22 de julho de 2005, a policial esteve à frente da perseguição ao etíope naturalizado britânico Osman Hussain, um dos suspeitos de uma tentativa de atentado a trens do metrô no dia anterior e que morava no mesmo conjunto habitacional de Jean Charles. Na ocasião, o brasileiro foi confundido com o suspeito e Cressida ordenou, do centro de operações da Scotland Yard, que ele fosse impedido de entrar na estação de metrô.

Após a ordem da comandante, Jean Charles foi morto com sete tiros na cabeça e um no ombro, disparados por agentes à paisana. Cressida foi inocentada pelo inquérito que apurou o acidente e a Scotland Yard recebeu uma multa de 175 mil libras por violar padrões de segurança e saúde no caso. Muitos acreditavam que o incidente poderia inviabilizar a nomeação para o cargo que ocupará.

Críticas da família

Em um comunicado divulgado na quarta-feira, a família do eletricista manifestou “séria preocupação” com a indicação. “A mensagem da nomeação de hoje é que os policiais podem agir com impunidade”, disse a família em nota.

Em entrevista à BBC, dois primos de Jean Charles, Patrícia Armani e Alex Pereira, afirmaram que a policial foi “no mínimo incompetente” no comando da operação que matou o brasileiro.

“Não há garantia de que outras pessoas não morrerão em erros deste tipo, ainda mais neste momento em que várias cidades europeias estão em alerta por causa de ataques como o do Estado Islâmico”, disse Patrícia. Ela ainda destacou que a família enviou no início da semana uma carta ao prefeito de Londres, Sadiq Khan, pedindo que ele não endossasse a nomeação.

Após o anúncio, Khan afirmou que se trata de um “dia histórico” em Londres. “É essencial que encontremos a melhor pessoa possível para liderar a Met [como também é chamada a Scotland Yard] nos próximos anos, e estou confiante de que nós conseguimos”.

Cressida deve receber um salário anual de 270 mil libras (cerca de R$ 1 milhão) em seu novo cargo – maior que o salário da primeira-ministra britânica, Theresa May.BBC

VIVENDO NO BRASIL

MARÇO - Energia vai ficar mais cara


A energia vai ficar mais cara em março. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) determinou na sexta-feira (24/2) que a bandeira tarifária será amarela no próximo mês, com custo de R$ 2 a cada 100 quilowatts consumidos.

Leia mais notícias de Economia

A agência determinou a nova cor porque a previsão para o mês de março das vazões que chegam nos reservatórios das hidrelétricas ficou abaixo da expectativa anterior, o que levou a indicação de maior geração termelétrica como medida para preservar os níveis de armazenamento e garantir o atendimento à carga do sistema.

A bandeira amarela é acionada quando o Custo Variável Unitário (CVU) da última usina termelétrica a ser despachada fica entre R$ 211,28 por megawatt/hora (MWh) e R$ 422,56/MWh.

Segundo o relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS), em março, o CVU da última usina a ser despachada ficou em R$ 279,04/MWh.CB

SAÚDE

Doença misteriosa afeta desenvolvimento infantil na África

Menino afetado pela Síndrome de Nodding espera por tratamento em Uganda (Foto: WOSU Public Media)

A Síndrome de Nodding é uma forma de epilepsia que atinge crianças e adolescentes, em geral entre 5 e 15 anos. A doença afeta o desenvolvimento físico e mental dos doentes, provoca movimentos espasmódicos da cabeça de cima para baixo, ou “nodding-off” termo em inglês que deu origem ao seu nome, e convulsões mais graves, muitas vezes quando uma criança está sendo alimentada. O índice de mortalidade é alto, embora não se tenha dados precisos.

A síndrome ainda é um mistério no campo da medicina. Os primeiros casos foram registrados na Tanzânia na década de 1960. Agora, a doença estendeu-se a determinadas regiões da Uganda e do Sudão do Sul. Calcula-se que milhares de crianças foram afetadas pela doença. Não se sabe a causa da Síndrome de Nodding.

Mas como Tory Johnson, do National Institutes of Health dos EUA, e seus colegas sugeriram em um artigo recém-publicado na revista científica Science Translational Medicine, a síndrome é uma doença autoimune relacionada à oncocercose.

Essa infecção parasitária é causada pela infestação de vermes nematódeos do gênero Onchocerca volvulus, transmitida pelas picadas de moscas negras do gênero Simulium damnosum. Os epidemiologistas já haviam identificado um vínculo entre a Síndrome de Nodding e as áreas infestadas pelos O. volvulus, mas ao examinarem os pacientes não encontraram sinais dos vermes no líquido cefalorraquidiano (LCR) localizado no cérebro e na medula espinhal. Por esse motivo, os epidemiologistas suspeitaram de uma infestação indireta.

Johnson e seus colegas analisaram o sangue e o LCR de crianças com Síndrome de Nodding na Uganda e no Sudão do Sul à procura de anticorpos. Os anticorpos são proteínas produzidas pelo sistema imunológico em reação à entrada no organismo de vírus, bactérias ou outros agentes infecciosos. Os pesquisadores encontraram a proteína leiomodin 1, um anticorpo produzido por células nervosas de mamíferos. Estudos realizados em camundongos mostraram que a proteína localizava-se no cerebelo (uma região do cérebro que, entre outras funções, é responsável pela coordenação muscular) e no córtex cerebral (responsável pelo pensamento abstrato).

Caso a hipótese de Tory Johnson seja comprovada, a Síndrome de Nodding não seria uma doença isolada, mas sim, como a oncocercose, outro sintoma da infecção causada pelos vermes nematódeos O. volvulus.The Economist

KUMARIS - A breve vida sagrada das meninas deusas do Nepal


A tradição dos hindus e budistas do Vale de Catmandu, no Nepal, que consiste em adorar as jovens virgens chamadas kumaris, existe há séculos.

Acredita-se que essas meninas são possuídas pela deusa hindu Taleju e selecionadas em uma idade muito precoce (às vezes aos 4 ou 5 anos). Sacerdotes e um astrólogo se certificam de que a menina reúna os 32 lacchins (atributos físicos e psicológicos), como Buda. Alguns deles incluem características animais (como ter pernas de veado), uma dentadura perfeita, cabelos e olhos bem escuros e uma saúde perfeita. Pede-se também que elas superem vários testes que demonstrem seu valor (como cuidar de cabeças de gado por uma noite).

Mas o privilégio de ser escolhida kumari não é tão simples. As meninas não podem ir à escola nem colocar os pés fora do seu templo; comunicam-se apenas com um grupo seleto de pessoas e só podem sair do templo carregadas e vestidas de vermelho, durante os festivais. Na hora de dar sua benção aos visitantes, têm que permanecer estáticas por várias horas.

O aspecto mais curioso de sua divindade, no entanto, é que ela termina quando a jovem tem sua primeira menstruação. A crença popular diz que o sangue a torna profana, e a deusa deixa de possuí-la para buscar outra menina virgem. A menina, então, que foi venerada e esteve isolada (confinada em um templo) por muitos anos, tem que se adaptar rapidamente a uma vida normal, o que pode ser um evento traumático para ela.

Muitas organizações de direitos humanos denunciaram a situação dessas meninas, porque seu confinamento atenta contra a sua liberdade e o seu direito à educação. Em 2008, a Suprema Corte do Nepal determinou que as meninas deviam ter mais liberdade e receber educação, mas a tradição das kumaris continua se desenvolvendo da mesma maneira.BBC

AFRODISÍACO- Que custa mais caro que qualquer outra droga...

Substância é retirada de um peixe que sofre risco de ser extinto!

O totoaba é um peixe de águas quentes, que pode medir até 2 metros e pesar 100 kg. Embora sua pesca seja proibida, já que a espécie está em perigo de extinção, cresce o número de pescadores que vão ao Golfo do México em busca de sua bexiga-natatória, um afrodisíaco poderoso de comércio ilegal na China.

Os traficantes extraem o órgão que os totoabas utilizam para flutuar, que é popularmente conhecido como bucho, e jogam a carne de volta no oceano. Um quilo deste órgão pode custar até 60 mil dólares na China, onde lhe são atribuídas propriedades estimulantes e tonificantes.

A pesca indiscriminada desse peixe é proibida por lei desde 1975, mas a falta de controle faz com que seja uma mercadoria muito cobiçada pelo narcotráfico. A exportação de sua carne dissecada é muito mais simples e barata que a de outras substâncias proibidas, como a cocaína. Gizmodo
Imagem: Shutterstock

VATICANO

Conheça o vinho com cocaína que os papas apreciavam no Vaticano

Era chamado de Vin Mariani e foi inventado em 1863.

Desde 1860, quando o químico alemão Albert Nieman conseguiu isolar o componente ativo das folhas de coca, até sua proibição no século XX, várias propriedades terapêuticas foram atribuídas à cocaína.

O vinho favorito dos Papas Pio X e Leão XIII, por exemplo, continha cocaína em sua composição. Era chamado de Vin Mariani e foi inventado em 1863.

A bebida era preparada originalmente com vinho de Bordeaux e folhas de coca, mas, posteriormente, passou-se a utilizar cocaína já processada em sua confecção. O álcool presente no vinho funcionava como diluente e ativava a substância estimulante das folhas.

Afirmava-se que o consumo regular do elixir trazia energia, vigor e restituía a saúde em casos de debilidade crônica. Além disso, dizia-se que ele prevenia a malária e a gripe, era um antidepressivo eficaz e um analgésico poderoso.

Os cronistas da época contam que o Papa Leão XIII sempre carregava consigo um frasco cheio com a bebida. O pontífice chegou a dar uma medalha do Vaticano ao seu criador, Don Angelo.

A venda do Vin Mariani foi proibida em 1914, depois que familiares dos viciados iniciaram uma campanha contra a droga.SuperCurioso
Imagem: Shutterstock

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

HAPPY HOUR

É NO PARÁ...AMAZÔNIA ... BRASIL


PENSAMENTO DA SEXTA


NOSSO SOM









RIO DE JANEIRO

Theatro Municipal troca de comando por razões políticas

O compositor João Guilherme Ripper será substituído pelo ator Milton Gonçalves (Foto: Wikimedia)

A Fundação Theatro Municipal do Rio de Janeiro não terá mais como presidente o compositor João Guilherme Ripper. Na última quarta-feira, 22, ele foi informado da demissão pelo secretário estadual de Cultura do Rio, André Lazaroni (PMDB-RJ), que foi alçado ao cargo embora tenha como especialidade esportes e política ambiental.

Ripper será substituído pelo ator Milton Gonçalves, de 83 anos. A notícia chocou o meio musical brasileiro. Isso porque Ripper vinha fazendo um trabalho primoroso desde que assumiu a gestão, há 19 meses. Sob seu comando, o Theatro Municipal do Rio passava por um intenso processo de revitalização, ampliação do público e implementação de uma programação interessante. Tudo isso em meio ao caos financeiro do estado.

Outro fator é a diferença no currículo de Ripper e Gonçalves. Antes de assumir o comando do Municipal, Ripper esteve 11 anos à frente da Sala Cecília Meirelles. Já Gonçalves, embora seja um ator renomado, não tem qualquer experiência como gestor de equipamentos culturais. Mesmo assim, ele vai assumir o mais emblemático equipamento cultural do estado.

Segundo Ripper, a troca se deu por motivação política. “A explicação do secretário foi simples: ele necessitava do cargo de presidente da Fundação TMRJ para atender a demandas políticas. Ofereceu-me outros cargos em contrapartida, o que recusei, por não concordar com a dissolução da equipe e a transformação do teatro em moeda de troca. Cheguei de férias na segunda e tive apenas um encontro com o secretário”, disse Ripper, em entrevista ao Globo.

Lazzaroni respondeu, afirmando que a mudança tem a ver com “a necessidade de trabalhar com quem confia e conhece”. “O Milton conhece o setor, e é comprometido com as artes e com a sociedade. O que um gestor precisa é ser capaz de articular com a sociedade civil, o governo federal e a iniciativa privada. Tenho certeza que o Milton cumprirá muito bem essas funções”, disse Lazzaroni.

O secretário também disse querer mudar o perfil do teatro, adotando um viés mais popular. “O Milton pensa como eu. Quer levar cultura para a população mais pobre, quer popularizar o Municipal. É preciso atrair mais público, formar plateias, embora eu reconheça os esforços da gestão passada nesse sentido”.

Gonçalves se mostra confiante frente ao novo desafio. “Não é fácil gerir o Municipal, mas iremos ficar com o que é bom e, democraticamente, mudar o necessário. Como sempre na minha vida, vou estudar, perguntar e conhecer. Se eu não sei, busco informação. Se não acerto, mudo e busco o melhor caminho. Sei que tenho qualidades e, sobretudo, paixão pelo Municipal. Para mim, o Municipal tem a ver com comunicação, confiança e com amor”.O GLOBO


TECNOLOGIA E SAÚDE

Nova tecnologia detecta vírus HIV uma semana após infecção

Nova técnica facilita e acelera o início do tratamento antirretroviral, essencial para impedir a disseminação do HIV (Foto: Wikimedia)

Um sensor capaz de detectar o vírus do HIV no sangue apenas uma semana após a infecção foi desenvolvido pelo Conselho Superior de Pesquisas Científicas (CSIC) da Espanha. Os pesquisadores do instituto fizeram o anúncio na última quinta-feira, 16.

Atualmente, o vírus só pode ser detectado no organismo depois de 30 dias – o período é conhecido como “janela imunológica”. A nova tecnologia torna possível antecipar esse diagnóstico, obtendo os resultados em até cinco horas depois da realização do exame. Isso facilita e acelera o início do tratamento antirretroviral, essencial para impedir a disseminação do HIV.

Os experimentos realizados com soro sanguíneo (líquido do sangue livre dos fatores de coagulação) permitiram detectar uma proteína presente no Vírus da Imunodeficiência Humana do tipo 1 (HIV-1), o antígeno p24, através de um dispositivo particular, que “prende o p24 entre as nanopartículas de ouro e as estruturas micromecânicas de silício”, disse o pesquisador Javier Tamayo, do Instituto de Microeletrônica de Madri.

A brasileira Priscilla Kosaka, importante parte da equipe do estudo, explica que a tecnologia é capaz de detectar o antígeno em “concentrações 100.000 vezes inferiores” às dos sistemas atuais, o que reduz a fase indetectável depois da infecção a apenas uma semana.

Dois milhões e meio de pessoas são infectadas por ano no mundo pelo HIV, responsável pela Aids. O HIV-1 é o tipo mais comum e agressivo do vírus.O GLOBO

VIVENDO NO BRASIL

CRISE FINANCEIRA

Estados elevam imposto sobre heranças

Pela lei, a alíquota varia de 2% até 8% sobre heranças e doações (Foto: USP imagens)

Metade dos estados brasileiros decidiu elevar o imposto cobrado sobre heranças e doações, o chamado Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação. A medida foi uma forma de contornar a queda na arrecadação dos estados gerada pela recessão no país.

A lei atual determina uma alíquota mínima de 2% sobre bens e doações de até R$ 200 mil, podendo chegar a uma alíquota máxima de 8% sobre bens acima de R$ 400 mil. Dos 27 estados do país, 13 já determinaram o aumento da alíquota.

O Rio de Janeiro elevou de 4% para 5% e obteve um aumento de 46,57% na arrecadação em 2016, comparado com o ano de 2015. A alíquota do Rio é baixa se comparada com o aumento de estados que adotaram a alíquota máxima de 8%.

Para ter uma ideia, em 2014, apenas Santa Catarina, Bahia e Ceará cobravam a alíquota máxima. Hoje, além destes três, fazem parte do grupo Pernambuco, Goiás, Mato Grosso, Paraíba, Sergipe e Tocantins.

Para economistas ouvidos pelo Globo, a medida é uma forma eficaz e menos penosa encontrada pelos governos estaduais para aumentar a arrecadação. “Se o estado não tem muita saída, esse imposto é muito melhor que aumentar ICMS, que incide sobre venda de produtos e distorce os preços da economia, provocando perda de competitividade. O imposto sobre herança afeta quem tem um certo patrimônio que vai ser passado para outro, acontece uma vez e pronto. É muito melhor fazer um aumento desse tipo de imposto”, disse Raul Velloso, especialista em contas públicas.O GLOBO

COMPORTAMENTO




REVERTENDO PREJUÍZO

Vale registra lucro líquido de R$ 13,3 bilhões em 2016

O melhor desempenho cambial também para o resultado (Foto:)

A Vale fechou 2016 com um lucro líquido de R$ 13,3 bilhões em 2016, deixando para trás as contas vermelhas registradas em 2015, quando a mineradora brasileira teve um prejuízo de R$ 44 bilhões, o maior de sua história.

Segundo a Vale, a melhora no desempenho foi resultado de menores baixas contábeis, aumento no preço do minério, que vinha caindo vertiginosamente nos anos anteriores, e maior volume de vendas.

O melhor desempenho cambial também contribuiu para o resultado. Em 2015, a desvalorização do real frente ao dólar foi um dos principais fatores para o endividamento da mineradora, que tem a maioria de suas dívidas na moeda americana.Vale

TRUMP - Revoga regulamentação...

Trump revoga regulamentação de Obama que protegia menores transgênero

Governo republicano retira proteções federais aos estudantes transgênero JONATHAN ERNST REUTERS)

O Governo de Donald Trump extinguiu as proteções estabelecidas por seu antecessor, Barack Obama, para combater a discriminação a estudantes transgênero nas escolas dos Estados Unidos. A Casa Branca anunciou nesta quarta-feira o fim da política do democrata que exigia que as escolas públicas garantissem o acesso a banheiros e vestiários condizentes com a identidade de gênero escolhida por cada estudante.

Em um duro golpe aos avanços recentes da comunidade LGBT, Trump revogou a norma estabelecida pelo Departamento de Educação em 2016 que reconhecia que os alunos transgênero têm o direito de acessar banheiros e vestiários do gênero com o qual se identificam, e não o que lhes foi atribuído ao nascer. O texto afirma, ainda, que esse é um assunto de competência dos estados e distritos escolares, e não do Governo federal.El País

MEIO AMBIENTE

A proposta de impostos sobre emissões de carbono

A incidência do imposto sobre o CO2, dizem, equipararia os diferentes sistemas (Foto: Pixabay)

Desde 2011, as siderúrgicas do mundo inteiro têm sentido a pressão da crise. Os preços do aço reduziram-se à metade devido à diminuição da demanda e às exportações crescentes da China, que responde por 50% da produção mundial. Os lucros das empresas siderúrgicas tiveram uma queda drástica, com reflexos no encerramento de atividades das fábricas e a demissão de funcionários.

As novas medidas destinadas a elevar o preço do dióxido de carbono, aprovadas pelo Parlamento Europeu em 15 de fevereiro, visam ajudar os países da zona do euro a cumprir suas metas de mudança climática. Por outro lado, constituem uma ameaça ao agravamento da crise no setor. A indústria é responsável por 5% das emissões globais do gás de efeito estufa.

Algumas siderúrgicas reagiram à decisão do Parlamento Europeu pedindo a criação de um imposto sobre as emissões de CO2, a fim de evitar que as medidas prejudiquem sua competitividade internacional. Mas como seria o funcionamento dos impostos de fronteira sobre as emissões de dióxido de carbono? Seria uma boa ideia?

As diretrizes aprovadas pelo Parlamento Europeu têm o objetivo de aumentar o preço do dióxido de carbono, com a redução das licenças de emissão concedidas às empresas. As medidas incluem a criação do primeiro imposto de fronteira sobre as emissões de CO2 da União Europeia (UE), a ser aplicado às importações de cimento.

As siderúrgicas, que usam em sua produção de aço uma grande quantidade de energia proveniente da queima de carvão coque, rico em CO2,protestaram contra sua exclusão das medidas aprovadas pelo Parlamento Europeu. Esta semana, Lakshmi Mittal, CEO da ArcelorMittal, a maior empresa do setor de siderurgia do mundo, manifestou seu apoio à criação do imposto.

Os Estados Unidos estão discutindo propostas semelhantes. Este mês, alguns republicanos, entre eles dois antigos secretários do Tesouro, James Baker e George Shultz, sugeriram criar um imposto para as importações de fronteira, bem como para a produção interna.

O plano deles inclui um imposto de US$40 sobre as emissões de dióxido de carbono nas importações por cada tonelada produzida, que teria um aumento progressivo ao longo do tempo. A receita do imposto seria distribuída às famílias americanas trimestralmente para compensar os preços mais elevados do consumo.

Segundo seus defensores, essas medidas eliminam as distorções causadas pelos impostos sobre o dióxido de carbono. Nas reformas propostas pela UE, as siderúrgicas na Europa pagariam €30 (US$32) por emissão de uma tonelada de dióxido de carbono, mas as empresas estrangeiras que comercializam seus produtos na UE estariam isentas do pagamento. Isso prejudica a competitividade em termos de custos dos produtores europeus.

A incidência do imposto sobre o CO2, dizem, equipararia os diferentes sistemas. Além disso, incentivaria os países sem controle de emissões a criar impostos sobre o CO2, a fim de obter uma parte das receitas.

De acordo com alguns economistas, a ideia funciona em teoria, porém seria difícil implementá-la na prática. O cálculo da incidência das emissões de dióxido de carbono nos produtos importados é problemático, mesmo quando se trata de uma simples lâmina de aço. No caso de peças fabricadas com pedaços de metal de diferentes fontes, é ainda mais complexo.

As discussões em torno desse problema poderiam originar ações judiciais no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC) entre os vários sistemas. Mas a maior preocupação dos economistas em relação ao imposto sobre as emissões de CO2 refere-se a uma possível guerra tarifária.

TELEVISÃO - 'SMART TV '

Como transformar a sua televisão de tubo em uma ‘smart TV’

Um pequeno adaptador permite visualizar as plataformas de vídeo ‘online’ nos velhos televisores. S. P.

Se você tem a sua sala cheia de vinis ao lado de um toca-discos, é possível que também possua em alguma parte da sala um velho televisor de tubo acumulando pó ou até em uso graças a um receptor de televisão digital terrestre. Seja por ser hipster, nostálgico ou ter mania de poupar, se você está nessa situação tem agora a possibilidade de colocar esse velho aparelho nos trinques, por mais inacreditável que isso possa parecer. É que, hoje em dia, tudo se joga fora e substitui, e a chegada das smart TVs parecia ter deixado sem utilidade nos novos tempos um considerável número de televisores. Mas as coisas não são bem assim. Um pequeno adaptador de pouco mais de 15 euros (50 reais) está causando furor nas lojas que vendem pela Internet, pois vem permitindo a adaptação dos velhos aparelhos aos novos tempos.

Os televisores convencionais vêm equipados com a porta HDMI, um conector que está conosco desde o ano 2003 e se transformou no padrão na transmissão de áudio e vídeo nas TVs atuais. A chegada desse novo padrão deixou obsoletos os televisores anteriores, até mesmo alguns de tela plana e de ótima qualidade, mas anteriores a 2003.

Com o citado conector (50 reais) e um Chromecast (cerca de 130 reais), a velha TV se incorpora a uma categoria superior na qual poderemos aproveitar para ver o YouTube ou as séries da Netflix ou HBO. Os que tiverem uma Apple TV em casa também podem conectá-la ao televisor antigo, com a ajuda desse mesmo adaptador, para ter acesso a todos esses novos conteúdos e, assim, de passagem, economizar uma boa quantia que teria de ser desembolsada para adquirir um televisor novo.

Com o conector e um dispositivo no estilo do Chromecast é possível transmitir o conteúdo do celular ou do tablet para o velho televisor, ou seja, além de ser possível reproduzir vídeos do YouTube, se você for assinante de serviços de TV sob demanda essa programação pode ser transmitida pelo velho aparelho. Alguns usuários dessas plataformas comentam na Internet que conseguiram fazer com que TVs de 1978 sejam ligadas a partir do celular para que possam ver o conteúdo, e podem até aumentar ou diminuir o volume dos televisores, sem controle remoto. Seja pela moda hipster ou por nostalgia, a tecnologia nos demonstra, uma vez mais, que é capaz de tudo. Não só nos ajuda a avançar, mas, também, como neste caso, nos ajuda a recuperar tesouros pessoais do passado.El País

VIVENDO NO BRASIL

MATERIAL REGENERADOR

Personagem de Wolverine inspira material que se regenera em 24 horas

Inovação pode ser usada até para regenerar músculos!

Um novo material foi criado por cientistas da Universidade da Califórnia em Riverside (UCR). Inspirados em Wolverine, o famoso X-Men da Marvel, os especialistas desenvolveram um material de grande elasticidade (pode chegar até 50 vezes o seu tamanho), que é capaz de se regenerar completamente 24 horas após ter sofrido um corte.

Segundo os pesquisadores, o incrível material é parecido com uma borracha e pode ser estirado novamente até 2 vezes o seu tamanho apenas 5 minutos depois de ter terminado sua autorreparação. Embora sua capacidade de condução elétrica tenha sido um verdadeiro desafio para os pesquisadores, após longos anos de trabalho, eles conseguiram moldar o material que procuravam.

Atualmente, Chao Wang, coautora do estudo, afirma que ela e sua equipe estão pesquisando as possíveis aplicações do material. A expectativa inclui seu uso para a fabricação de robôs capazes de se consertarem sozinhos ou prolongar a duração das baterias de lítio. Ele também poderia ser utilizado como músculo artificial, dada sua capacidade de contração e expansão, segundo estímulos externos.IB Times
Imagem: Shutterstock

JAPÃO - Macacos da neve

Gene invasor obriga Japão a sacrificar 57 macacos da neve

Procedimento foi a única saída encontrada para garantir a preservação da espécie!

Um zoológico na cidade japonesa de Futtsu acabou de matar 57 macacos da neve por meio de injeção letal. O motivo: descobriram que os animais carregavam genes de uma espécie invasora.

A equipe de pesquisadores identificou que um terço dos macacos no zoológico de Takagoyama haviam cruzado com o macaco Rhesus, uma espécie nativa da Índia e da China e que foi banida do Japão.

O zoológico de Takagoyama abriga 164 macacos da neve - ou macacos japoneses - que, até então, eram considerados “puros” pelos pesquisadores.

Os 57 animas tiveram que ser mortos para garantir a continuidade dos nativos. Os funcionários acreditam que alguns conseguiram escapar da clausura e cruzaram com os rhesus fora do zoológico.

Depois do sacrifício, o zoológico organizou um funeral budista em memória dos animais mortos. Os administradores prometeram reforçar a segurança para evitar que novos macaquinhos deem suas escapadas por aí.Mashable
Imagens: Shutterstock

PATRIMÔNIOS CULTURAIS

Cientistas querem guardar patrimônios culturais da humanidade na Lua

A ideia faz sentido: proteger nosso acervo das ameaças naturais, acidentes e guerras!

Segundo cientistas da National Research Nuclear University e do Instituto de Astronomia da Academia de Ciências da Rússia, a Terra não é o lugar mais seguro para abrigar as obras originais que formam o patrimônio cultural da humanidade. Aqui, elas estariam expostas a inúmeros perigos, como incêndios, desastres naturais, guerras e terrorismo.

É por isso que eles pensaram na possibilidade de levar as obras mais importantes da humanidade para depósitos especialmente projetados na Lua – um lugar seguro e que poderia virar também um imenso museu.

Embora os detalhes técnicos que permitiriam a realização desse plano não tenham sido desenvolvidos, os especialistas afirmam que já é possível conservar livros, pergaminhos, pinturas e vários artigos de madeira na Lua. Sputnik News
Imagem: Shutterstock

ALIADOS EM CRISE

China suspende importação de carvão da Coreia do Norte

Medida reflete a frustração de Pequim com o regime norte-coreano (Foto: kremlin.ru)

A China vai suspender todas as importações de carvão da Coreia do Norte até o dia 31 de dezembro deste ano. O anúncio foi dado neste fim de semana, pelo Ministério do Comércio chinês.

A medida fere gravemente a economia norte-coreana, que tem na exportação de carvão para a China uma de suas maiores fontes financeiras. Segundo o governo chinês, a ação vem em respaldo ao acordo firmado em novembro do ano passado, pelo Conselho de Segurança da ONU, que determinou o endurecimento das sanções aplicadas à Coreia do Norte por conta de seus testes nucleares.

Porém, especialistas afirmam que a medida reflete a frustração de Pequim com o regime norte-coreano diante do teste nuclear feito no dia 11 deste mês e do assassinato do meio irmão de Kim Jong-un, Kim Jong-nam, na Malásia.

Durante anos, Kim Jong-nam foi acolhido e protegido pela China e seu assassinato, se comprovado ter sido encomendado por Pyongyang, é tido como uma afronta direta a Pequim.

“A China ainda preza pela estabilidade, mas é crescente a frustração de Xi Jinping em relação a Kim Jong-un. […] Pequim tomou o assassinato como uma afronta direta, Xi está menos inclinado a tolerar provocações”, disse Paul Haenle, diretor do centro de análises políticas Carnegie-Tsinghua, em Pequim.

Por anos, a China vem sendo pressionada a fazer mais para conter o desenvolvimento de armas e mísseis nucleares na Coreia do Norte, sua aliada de longa data. No entanto, Pequim permanecia relutante por temer que a desestabilização na região resultasse na reunificação da Península Coreana e trouxesse a Coreia do Sul, que tem tropas americanas, para suas fronteiras. Porém, a medida deste fim de semana prova que a paciência de Pequim está se esgotando.The Washington Post

AQUECIMENTO GLOBAL

Alpes suíços podem perder 70% da neve até 2100

Os Alpes Suíços viram seu dezembro mais seco no ano passado (Foto: Pixabay)

Um estudo conduzido por cientistas do Instituto de Pesquisa em Neve e Avalanches (SLF, na sigla em inglês) e o Laboratório CRYOS da Escola Federal Politécnica, na Suíça, diz que os resorts de ski alpinos devem perder 70% de sua camada de neve até o final do século.

Mesmo nos cenários mais otimistas, é provável que o aquecimento global cause a substituição de neve por chuva nos Alpes, de acordo com a União Europeia de Geociência (EGU).

Em seu periódico, a Cryosphere, a EGU diz que modelos matemáticos de clima preveem que “pistas ‘nuas’ vão ser uma visão muito mais comum nos Alpes, no futuro”. Em uma declaração, a EGU disse que “já que muitas vilas alpinas dependem fortemente do turismo de inverno, a economia e sociedade das regiões com centros turísticos vão sofrer”.

Os Alpes Suíços viram seu dezembro mais seco no ano passado, desde que os dados passaram a ser documentados, há 150 anos atrás. Foi o terceiro ano consecutivo com pouca neve no Natal, quando muitas famílias vão esquiar.

Se a raça humana conseguisse limitar o aquecimento global para 2ºC, o alvo determinado pelo acordo de Paris, a perda da capa de neve dos Alpes seria de 30% até 2100, dizem os relatórios do estudo. Se a temperatura subir além desse alvo, a perda ficaria na margem dos 70%.The Guardian

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

MENSAGEM DO DIA

TRE - Atenção Eleitor

TRE Lista nomes de quem pode ter título cancelado



Os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) começaram a imprimir as relações dos nomes e das inscrições dos eleitores que deixaram de votar nos 3 últimos pleitos, não justificaram a ausência e, por isso, poderão ter os títulos cancelados. As listas ficarão disponíveis nos cartórios eleitorais para consulta.

De acordo com o Provimento nº 1/2017, da Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral (CGE), de posse das relações, caberá aos cartórios eleitorais afixar hoje edital por, no mínimo, 10 dias, dando publicidade às relações de eleitores que deixaram de votar nas 3 últimas eleições; divulgar o edital pelos meios de comunicação e dar ciência da afixação do edital aos partidos políticos. Os eleitores que constarem na relação de faltosos ”deverão comparecer ao cartório eleitoral, de 2 de março a 2 de maio de 2017 para regularizar sua situação. Terá de apresentar documento com foto que comprove sua identidade, título eleitoral e comprovantes de votação, de justificativa e de recolhimento de multa ou de dispensa de recolhimento.

SERVIÇO

O não comparecimento para comprovação do voto, da justificativa de ausência ou do pagamento das multas correspondentes implicará o cancelamento do título de eleitor, a ser efetivado de 17 a 19 de maio deste ano.

A Justiça Eleitoral lembra que cada turno do pleito é considerado uma eleição e que não expedirá nenhuma notificação ao eleitor informando sobre a pendência.Dol

COMPORTAMENTO





VIVENDO NO BRASIL

NOVOS MUNDOS

Cientistas descobrem planetas com tamanhos parecidos ao da Terra em sistema a 40 anos-luz

Ilustração dos exoplanetas ao redor da estrela anã TRAPPIST-1 (Foto: NASA / JPL-Caltech)

A Nasa descobriu novos planetas no sistema planetário da estrela TRAPPIST-1, localizada a 40 anos-luz do Sol. Segundo artigo publicado na revista "Nature" nesta quarta-feira (22), o sistema tem sete planetas com um tamanho próximo ao da Terra localizados em uma zona temperada, ou seja, com temperatura entre 0ºC e 100ºC. É um recorde de planetas deste tamanho e nessa zona de temperatura, afirma a agência espacial americana.

Em maio de 2016, o astrofísico Michaël Gillon, da Universidade de Liège, na Bélgica, com a ajuda de colaboradores, havia relatado a existência de três destes exoplanetas que transitavam ao redor da estrela anã. Essa foi a primeira pista para os autores investigarem mais a fundo o sistema.

Desde a detecção desse primeiro trio de exoplanetas há quase 10 meses, os pesquisadores monitoraram a TRAPPIST-1 a partir do solo, com o Telescópio Liverpool, e do espaço, com a ajuda de equipamentos da agência espacial dos Estados Unidos. Com isso, as estimativas iniciais apontam que os seis planetas mais próximos da estrela anã têm massas que são semelhantes à da Terra, além de possivelmente terem estruturas rochosas.

"Existir esse sistema com sete planetas é realmente incrível", disse Elisa Quintana, astrofísica da Nasa. "É possível imaginas quantas estrelas podem estar próximas e abrigar muitos e muitos planetas".

De acordo com a Nasa, todos orbitam a uma distância que possibilita a existência de água líquida em algum ponto de sua superfície, o que abre a possibilidade para que o sistema tenha condições de abrigar vida.G1

VENEZUELA X ARGENTINA

Maduro chama Macri de ‘ladrão’, ‘farsante’ e ‘bandido’

Maduro tem feito críticas a Macri em seus discursos recentes (Fonte: Reprodução)

Em um ato na segunda-feira, 20, no palácio presidencial de Miraflores, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que Mauricio Macri, presidente da Argentina, ganhou as eleições de seu país “manipulando”.

Maduro também qualificou Macri como “ladrão”, “farsante” e “bandido”, e se perguntou como se mantém na presidência com apenas 20% do apoio da população.

“Vejam o farsante e ladrão Mauricio Macri como ganhou, manipulando. Como se mantém com 20% de apoio? Segundo as pesquisas, tem 80% de rejeição o ladrão Macri, o bandido Macri. Nós temos 18 anos aqui e temos um sólido apoio popular (…). Ele tem um aninho no governo e já está de saída”, declarou o presidente venezuelano em um ato com dirigentes do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV).

Maduro tem feito críticas a Macri em seus discursos recentes. Na semana passada, o governo venezuelano repudiou as declarações de Macri, que pediu, durante uma viagem à Espanha, que a situação da Venezuela seja encarada “de uma posição firme” e “sem eufemismos” porque, ainda segundo o presidente argentino, em Caracas “não se respeita a democracia”.G1

VATICANO

Papa Francisco vira alvo de campanha conservadora em Roma

Modernização da Igreja Católica teria desagradado alas mais conservadoras (Foto: Flickr)

O papa Francisco vem sendo alvo de uma campanha conservadora em Roma contra suas medidas de modernização da Igreja Católica. Desde o início de fevereiro, cartazes anônimos e jornais falsos criticando o pontífice circulam em bairros próximos ao Vaticano.

Os responsáveis pelas colagens dos cartazes usaram uma foto do papa, em que ele aparece com um semblante carregado, e listaram uma série de reclamações. “France (Francisco), você interveio em congregações, removeu sacerdotes, decapitou a Ordem de Malta e os franciscanos da Imaculada, ignorou cardeais… mas onde está sua misericórdia?”, dizia o cartaz, que poucas horas depois foi coberto parcialmente com um aviso de “publicidade ilegal”.

Além disso, uma versão falsa do jornal do Vaticano, o L’Osservatore Romano, foi distribuída para cardeais. A publicação zombava do pontífice e trazia uma série de perguntas ao papa feitas por um grupo de cardeais conservadores em que a resposta sempre era sic et non (sim e não).

Apesar da autoria da campanha ser desconhecida, blogs e sites especializados apontam para as alas mais tradicionalistas da Igreja Católica, já que o Papa Francisco vem enfrentando resistência às mudanças que promoveu e ainda promove no Vaticano. A polícia romana investiga o caso.

As iniciativas do pontífice, mais ligadas a camadas sociais desfavorecidas e excluídas do que aos mais privilegiados, seguem incomodando setores conservadores. O cardeal americano Raymond Burke, que está na linha de frente da oposição, já ameaça decretar “um ato formal de correção de um erro grave” contra o papa.EL País

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

MENSAGEM DO DIA

VAGA NO STF

Alexandre de Moraes passa por sabatina no Senado

Aprovação de Moraes para o STF é dada como certa (Foto: EBC)

Alexandre de Moraes foi submetido à sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado nesta terça-feira, 21, para ocupar no Supremo Tribunal Federal (STF) a vaga de Teori Zavascki, morto em janeiro deste ano em um acidente aéreo.

Durante todo o dia, ele será interrogado por um colegiado de 54 senadores, dos quais 18 respondem a processos na Operação Lava Jato. A aprovação de Moraes é dada como certa, tendo em vista o expressivo apoio dos parlamentares ao presidente Michel Temer, responsável pela indicação do ministro da Justiça licenciado. Para ser aprovado, Moraes precisa de 41 votos a favor. Segundo informações do jornal El País, 45 já se comprometeram a aprovar a indicação de Moraes.

Se aprovado, Moraes alcançará, aos 46 anos, o topo da trajetória almejada por um profissional de Direito: uma vaga no mais alto tribunal do país. Ele deve permanecer no posto pelos próximos 26 anos, até que complete 75 anos, idade que o torna apto à aposentadoria compulsória.

A indicação de Moraes é permeada de polêmicas. Críticos afirmam que ela permitirá que eventuais réus escolham seu julgador. Isso porque, dos 81 senadores, pelo menos 44 respondem a acusações no STF ou são citados em delações da Lava Jato.

Outra questão é a proximidade de Moraes com parlamentares citados na Lava Jato, entre eles o próprio Temer, citado 43 vezes na delação de Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht. Além disso, Moraes já teve como clientes Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Aécio Neves (PSDB-MG)e é amigo de Geraldo Alckmin (PSDB-SP), todos citados na Lava Jato. A indicação de Moraes também é vista como uma retribuição de Temer por seu empenho pessoal em prender o hacker que clonou o celular da primeira-dama Marcela Temer.

No dia sete deste mês, Moraes foi alvo de outra polêmica, ao participar de um jantar com senadores a bordo da chalana do senador Wilder de Morais (PP-GO) nas águas do Lago Paranoá, em Brasília. No encontro estavam presentes parlamentares com problemas no STF: Benedito de Lira (PP-AL), denunciado na Lava Jato, Ivo Cassol (PP-RO), condenado a quase cinco anos de prisão pela corte, Sérgio Petecão (PSD-AC), Zezé Perrella (PMDB-MG), Cidinho Santos (PR-MT), Davi Alcolumbre (DEM-AP). Moraes disse ter sido surpreendido com o jantar e afirmou se tratar de uma “sabatina informal”.

Moraes também é criticado por professores da Universidade de São Paulo (USP). Eles apontam incoerência no currículo apresentado por ele à plataforma Lattes e ao Senado. No documento, consta que ele fez doutorado na USP entre 1998 e 2000 e pós-doutorado entre 1997 e 2000. Segundo Moraes, a incoerência foi um erro preenchimento da secretaria da universidade. Os professores também acusam Moraes de plágio por ter em sua tese material copiado de livros de outros juristas.Congresso em Foco

COMPORTAMENTO




FORO PRIVILEGIADO

Foro não pode ser ‘suruba selecionada’, diz Jucá

‘Se acabar o foro, é para todo mundo. Suruba é suruba’, disse Jucá (Foto: EBC)

A proposta do Supremo Tribunal Federal (STF) para restringir o benefício do foro privilegiado vem acirrando ânimos entre parlamentares. No Congresso, líderes da base e da oposição ameaçam aprovar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que retira o benefício também de magistrados e integrantes do Ministério Público.

“Se acabar o foro, é para todo mundo. Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suruba selecionada”, disse, em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, o líder do governo no Congresso, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), um dos investigados na Operação Lava Jato.

Pouco antes da declaração, Jucá fez um duro discurso contra a imprensa no Senado. Ele expressou indignação pelas críticas que recebeu da mídia por ter apresentado (e retirado logo em seguida) uma proposta que impedia que presidentes da Câmara e do Senado fossem investigados por fatos anteriores ao exercício do cargo, como ocorre com quem ocupa a Presidência da República.

Jucá afirmou que a imprensa “aponta a guilhotina” para os parlamentares e depois “parte para o estraçalhamento”. “Está parecendo que vivemos o período da inquisição ou da Revolução Francesa. Estão querendo pregar em todos nós a estrela de Israel no peito, como os nazistas pregaram nos judeus que viviam na Alemanha. No passado, a turba fazia linchamentos, hoje quem tenta fazer é a imprensa e setores da sociedade”.

O senador também criticou o vazamento de delações para a imprensa e chamou jornalistas de “novas vivandeiras e carpideiras”. “É liberdade imprensa vazar um pedaço de delação? E a que preço essa imprensa recebe o pedaço da delação? Não sei”, disse Jucá. Estadão

VIVENDO NO BRASIL

GARÇON - O bom companheiro

Projeto de lei que regulamenta gorjetas a garçons é aprovada na Câmara



O projeto de lei que regulamenta as gorjetas dadas aos garçons foi aprovada pelo plenário da Câmara dos Deputados na tarde de ontem (21). Tanto a taxa de serviço de 10% cobrada pelas empresas como as demais gorjetas espontâneas dadas pelos clientes serão incluídas no salário dos funcionários de bares, restaurantes e hotéis. Dessa forma, o valor passa a incluir a base de cálculo de benefícios trabalhistas, como Fundo de Garantia sobre Tempo de Serviço (FGTS) e férias.

As empresas poderão descontar de 20% a 33% das gorjetas, de acordo com o tipo de estabelecimento, para pagar encargos sociais e previdenciários. O resto deverá ser distribuído entre os funcionários, que terão os valores registrados detalhadamente na carteira de trabalho e no contracheque.

A partir de requerimento do deputado Efraim Filho (DEM-PB), líder do partido, e por unanimidade entre os deputados presentes na Casa, a matéria foi votada hoje em regime de urgência. Para que a lei comece a surtir efeitos, é preciso que o presidente Michel Temer sancione a matéria.cb

MEIO AMBIENTE

América Latina, um lugar perigoso para ambientalistas

Defender a natureza é uma ocupação perigosa, sobretudo na América Latina (Foto: Pixabay)

Isidro Baldenegro López, agricultor e líder do povo indígena tarahumara, passou grande parte de sua vida lutando contra a exploração madeireira ilegal na região de Sierra Madre, no norte do México. Em 15 de janeiro, ele foi morto a tiros. Seu pai morreu da mesma maneira, por defender a mesma causa, há 30 anos.

Defender a natureza é uma ocupação perigosa, sobretudo na América Latina. De acordo com um relatório recente da ONG Global Witness, 185 ativistas ambientais foram assassinados no mundo em 2015, um aumento de 59% em relação ao ano anterior. Mais da metade dos assassinatos ocorreu na América Latina. No Brasil, 50 ambientalistas morreram em 2015. A partir de 2010, 123 ativistas morreram em Honduras, um número recorde em relação à população do país. Berta Cáceres, líder indígena e importante ativista contra a construção de barragens e a exploração de mão de obra em projetos agrícolas, foi assassinada em março de 2016.

Por que a América Latina é um lugar tão perigoso para os ativistas ambientais? Uma razão é a abundância de recursos naturais, que atraem empresas de todos os tipos, de multinacionais a máfias. Quando os preços estão baixos, como agora, para manter seus lucros as empresas ficam mais agressivas, disse David Kaimowitz da Fundação Ford, que financia programas de promoção da democracia e redução da pobreza.

Os conflitos acontecem com frequência ao longo das fronteiras onde não há vigilância ou um policiamento eficiente. Depois do assassinato de Cáceres, a polícia disse a jornalistas que ela havia sido morta em uma tentativa de assalto. Desde então, os policias prenderam oito suspeitos, entre os quais militares de reserva e da ativa, assim como dois funcionários da empresa responsável pela construção da barragem a qual ela se opunha.

Mas segundo a família de Cáceres, o governo hondurenho ainda não providenciou uma investigação a respeito das pessoas envolvidas no assassinato. Por sua vez, a empresa nega qualquer envolvimento no crime. No México, o governador do estado de Chihuahua, onde Baldenegro foi morto, disse que as autoridades iriam investigar seu assassinato, mas poucos progressos foram relatados.

As probabilidades de encontrar os culpados são maiores se a vítima for estrangeira. Dorothy Strang, uma freira americana que lutou para proteger a floresta amazônica, foi morta no Brasil há 12 anos. O pistoleiro que a matou e o fazendeiro que o contratou foram presos. Porém isso é uma exceção.

Com frequência, os governos se opõem às atividades dos ambientalistas, embora muitos tenham assinado a convenção elaborada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), que exige que consultem grupos afetados por projetos de desenvolvimento.The Economist

TENENTE-GENERAL DO EXÉRCITO

Trump anuncia novo conselheiro de Segurança Nacional

H.R. McMaster...O homem da guerra de Trump

Uma semana após a renúncia de Michael Flynn, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou na segunda-feira, 20, o tenente-general do exército H.R. McMaster, de 54 anos, como seu novo conselheiro de Segurança Nacional.

Em entrevista coletiva, Trump afirmou que McMaster é um especialista em contra-insurgência, um “homem de tremendo talento e tremenda experiência” e “muito respeitado por todo mundo nas Forças Armadas”.

Ao lado de Trump, o novo conselheiro deu uma breve declaração: “Estou impaciente para me somar à equipe de segurança nacional e fazer tudo o que estiver no meu alcance para fazer avançar e proteger os direitos do povo americano”.

H.R. McMaster serviu no Iraque nas guerras de 1991 e posteriormente na invasão norte-americana de 2004 a 2006, de 2007 a 2008, e também no Afeganistão.

Michael Flynn renunciou ao cargo de conselheiro de Segurança Nacional na semana passada após a polêmica gerada pela divulgação de conversas que manteve com o embaixador russo nos EUA sobre as sanções impostas por Washington a Moscou.Uol

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

MENSAGEM DO DIA

VAZAMENTOS E FRAUDES

Quase 40% da água tratada no Brasil é perdida

Para as grandes cidades, o índice que estima o quanto da água potável produzida que não foi faturada é de 41,3% (Fonte: Reprodução/Thinkstock)

Um estudo do Instituto Trata Brasil revelou que quase 40% da água tratada no Brasil é perdida em função de vazamentos nas tubulações, ligações clandestinas e erros de medição. O levantamento foi obtido pelo Portal G1.

Dados do Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento (SNIS) de 2015, divulgados em janeiro, mostram que houve uma evolução muito lenta para reduzir a perda de água no país em um intervalo de quatro anos. O índice era de 38,8% em 2011 e passou para 36,7% em 2015.

O estudo faz também uma avaliação do desempenho das 100 maiores cidades do país — que concentram cerca de 40% da população brasileira e que deveriam puxar o crescimento — em relação à média nacional. De acordo com o presidente do Instituto Trata Brasil, Édison Carlos, as diferenças entre os índices nacionais e os dessas cidades, no entanto, são pequenas.

“São grandes aglomerados com capacidade de investimento, de fazer projetos, com corpo de engenharia, então esperávamos que estas 100 cidades fossem a locomotiva do país. Os números, porém, mostram que não, que nem as capitais estão conseguindo fazer o papel de melhorar mais rapidamente os indicadores de água e esgoto […] Se essas cidades não estão conseguindo, imagina os municípios menores, que têm piores estruturas”, ressalta Édison Carlos.

A coleta de esgoto foi o único índice que melhorou bem mais nas 100 maiores cidades do país. Enquanto a cobertura nacional é de 50,3% da população, nos grandes municípios chega a 71,1%.

Além do desperdício representado pelas perdas nas distribuições de água tratada, o Instituto Trata Brasil ressalta que as cidades também deixam de arrecadar. Para as grandes cidades, o índice que estima o quanto da água potável produzida que não foi faturada é de 41,3%. Em Manaus, por exemplo, 73,1% da água não é cobrada.

“É um absurdo, é impossível fazer investimentos no setor de saneamento com perda financeira na ordem de 70%. E são volumes gigantescos de água que se perdem […] O que se espera não é fácil, pois trocar redes com a capital inteira funcionando não é simples. Tem que paralisar rua. São quilômetros e quilômetros de tubulações para serem trocadas, mas tem que fazer, porque, se não fizer, não vai ter recurso para investir no sistema”, afirma Édison Carlos.