sexta-feira, 29 de setembro de 2017

HAPPY HOUR



PENSAMENTO DA SEXTA


NOSSO SOM





NA CIDADE UNIVERSITÁRIA/UFPA - SET 8



O Desafio Inove+ 2017, maior evento de empreendedorismo universitário do Pará, que é organizado pela Agência de Inovação Tecnológica da Universidade Federal do Pará, será realizado de 30 de setembro a 11 de novembro. Durante seis semanas de programação, os participantes terão uma imersão em temáticas voltadas a negócios com especialistas de sucesso. As inscrições podem ser feitas por todos os alunos de graduação e pós-graduação das instituições de ensino superior do estado do Pará, públicas e privadas, até o dia 27 de setembro.

O Desafio Inove+ é uma oportunidade para os alunos colocarem em prática o conhecimento adquirido no meio acadêmico para o desenvolvimento de novos produtos ou serviços que ultrapassem os muros das universidades e desenvolvam ações direcionadas ao mercado, contribuindo, assim, para o desenvolvimento do país.

Programação – O evento contará com a participação de vários convidados durante os dias de programação. A Keynote de abertura será realizada pelo líder de projeto da Samsung, Santhyago Gallão. A Samsung é uma das líderes mundiais em tecnologia. A cerimônia terá, também, um bate-papo com influenciadores digitais paraenses, pessoas com alcance nacional e milhares de visualizações nas redes sociais, entre eles estão os Youtubers The Rocha, Tia Paula Martins e os administradores da página Engenheiro Sincero.

A temática do Inove+ 2017 será dividida por semanas. Na primeira, o eixo será “Compreender”, com bate-papo sobre elaboração de projetos, startup e mentoria. A seguinte será “Definir”, com técnicas de validação para entender o público-alvo e o cliente. A terceira semana será “Idear”, com capacitação de Canvas e elaboração de plano de negócio. Em “Prototipação”, os participantes entenderão técnicas deste tipo de processo e a diferença entre protótipo e MVP. Na quinta semana, que será a “Validação”, ocorrerá a etapa para montar o produto, e na “Finalização” será dada a importância ao Pitch. Ao todo serão mais de 25 capacitações, que os competidores poderão acompanhar ao longo do evento.

A cerimônia de encerramento contará com a participação de vários investidores que estarão avaliando os produtos finais que cada equipe for construir ao longo das semanas de competição. Haverá a chance real de participantes terem o apoio financeiro para a construção de suas ideias. Além disso, nesta edição serão distribuídos R$10 mil reais em premiação para as ideias mais inovadoras.

Negócios de impacto – A edição 2017 do Desafio Inove+ tem uma premiação específica destinada a negócios de impacto. Este tipo de empreendimento possui objetivos sociais para atingir a realidade de pessoas que precisam de apoio. Com o resultado desta temática, o evento espera soluções de mercado para problemas sociais e ambientais.

Inscrições – As inscrições estão abertas e os alunos podem participar em três categorias: Formulador, para quem tem uma ideia passível de aprimoramento capaz de criar potencial para gerar negócio; Colaborador, para quem possui interesse e/ou habilidades e que queira competir como membro de uma das equipes do Desafio; além disso, tem também o Observador, destinado para quem deseja apenas acompanhar como espectador os eventos abertos.

Para o Formulador e o Colaborador, o investimento é de R$30 mais um quilo de alimento. Já para quem for apenas Observador, a inscrição custa R$10 e um quilo de alimento. As inscrições podem ser feitas pelo site do Desafio Inove+.

Serviço:
Desafio Inove+ 2017
Quando: 30 de setembro a 11 de novembro
Onde: Universidade Federal do Pará
Quanto: de R$10 a R$30
Informações: (91) 3201-8022

Texto: Lucas Muribeca

VIVENDO NO BRASIL 1

EDUCAÇÃO RELIGIOSA

STF permite ensino confessional nas escolas públicas

A partir da decisão do STF, o ensino confessional, não-confessional e o interconfessional estão permitidos (Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)

Na última quarta-feira, 27, o Supremo Tribunal Federal decidiu que professores de ensino religioso em escolas públicas podem promover suas crenças em sala de aula. Seis dos onze ministros do tribunal foram a favor do modelo “confessional”, ou seja, quando os professores atuam como representantes de uma religião e podem influenciar os alunos.

Segundo a Constituição Federal, o ensino religioso é permitido nas escolas públicas no ensino fundamental. No entanto, como a matéria é facultativa, o aluno pode se recusar a cursar a disciplina sem prejuízo na nota ou frequência escolar.

A ação foi apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR). Ela propunha que as aulas seguissem o modelo “não-confessional”, quando as aulas apresentam a história e as características de diferentes crenças. Além disso, não seria permitido que os professores fossem representantes de nenhum credo, como um padre ou um rabino.

A partir da decisão do STF, o ensino confessional, não-confessional e o interconfessional (aulas sobre valores e práticas religiosas baseadas em características comuns das religiões) estão permitidos.

Os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Cármen Lúcia foram contra o pedido da PGR, enquanto os ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber, Marco Aurélio Melo e Celso de Mello foram a favor.BBC

PROJETO DE LEI AGENTE DE TRÂNSITO

Senado libera porte de arma para agentes de trânsito

Relator do texto recomendou a aprovação da matéria (Fonte: Reprodução/Prefeitura de São Paulo)

Um projeto de lei apresentado em 2008 pelo então deputado Tadeu Filippelli (PMDB-DF) que autoriza o porte de arma de fogo aos agentes de trânsito foi aprovado na noite desta quarta-feira, 27, pelo plenário do Senado. A proposta agora depende da sanção do presidente Michel Temer para entrar em vigor.

O texto, que altera o Estatuto do Desarmamento, permite o uso do armamento após “comprovação da capacidade técnica e aptidão psicológica” dos agentes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

De acordo com o relator do texto, senador José Medeiros (Podemos-MT), que recomendou a aprovação da matéria, no caso dos agentes de trânsito, o porte de arma de fogo é um instrumento de trabalho, não um privilégio.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) criticou os que defendem o armamento da população: “Infelizmente uma parte significativa dos senhores parlamentares acha que a forma de enfrentar a violência é com mais violência, porque a única coisa que justifica a defesa do armamento indiscriminado para a sociedade brasileira é isso, que uma arma poderá dar a proteção à sociedade. Não. O que poderá dar proteção à sociedade é o investimento pesado do Estado brasileiro na primeira infância, é o investimento pesado do Estado na juventude”.Folha de S.Paulo

TRANSPLANTES ÓRGÃOS

Resistência de familiares prejudica doação de órgãos

Fila de espera por um transplante no país é extensa (Fonte: Reprodução/Getty Images)

O número de doadores de órgãos no país vem crescendo. Um total de 1.662 famílias autorizaram a doação de órgãos de parentes no primeiro semestre deste ano. O aumento foi de 16% em relação ao mesmo período do ano passado. Apesar disso, a resistência de familiares ainda é um problema a ser enfrentado.

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira, 27, Dia Nacional da Doação de Órgãos, mostram que 43% das famílias ainda não autorizam a doação de órgãos de seus parentes.

A fila de espera por um transplante é extensa, com um total de 41.122 pessoas. Nos primeiros seis meses deste ano foram realizadas no país 12.086 cirurgias de transplante, sendo a maior parte de córnea (7.865), e em segundo lugar aparece o transplante de rim (2.928).

De acordo com o Ministério da Saúde, 95% dos procedimentos são financiados pelo SUS. O órgão destacou a parceria com companhias da aviação civil do país, que são responsáveis por 96% dos transportes de órgãos e/ou tecidos.Uol

COMPORTAMENTO



VIVENDO NO BRASIL 2

PIS/Pasep

Temer anuncia liberação antecipada de R$15,9 bi do PIS/Pasep


O presidente Michel Temer anunciou nesta quinta-feira a liberação antecipada de saques do PIS/Pasep no valor total de 15,9 bilhões de reais, na expectativa de movimentar a economia da mesma forma que ocorreu com a liberação de saques das contas inativas do FGTS também neste ano.

O governo reduziu a idade de saque dos recursos do PIS/Pasep de 70 anos para 65 anos no caso dos homens e para 62 anos para as mulheres.

Terão direito ao saque antecipado do PIS 6,4 milhões de pessoas, totalizando 11,2 bilhões de reais, com um valor médio de 1.750 reais, de acordo com a Caixa Econômica Federal. Já no caso do Pasep, serão 1,6 milhão de pessoas e um valor a ser pago de 4,7 bilhões de reais, segundo o Banco do Brasil.

A partir de 19 de outubro a liberação atenderá cotistas com 70 anos ou mais; em 17 de novembro os recursos ficam liberados para os aposentados; e em 14 de dezembro a liberação vale para as mulheres a partir de 62 anos e os homens a partir de 65 anos.

"Nós fizemos isto inspirados pelo sucesso, convenhamos, da liberação das contas inativas do Fundo de Garantia", disse Temer em pronunciamento no Palácio do Planalto.

"Muito mais pessoas realizarão, talvez, uma pequena reforma, farão aquela compra talvez adiada, terão um reforço no seu orçamento", acrescentou o presidente.

Inicialmente, o governo esperava liberar os recursos até março do ano que vem, mas decidiu concentrá-los nos últimos três meses de 2017.

Temer também anunciou a redução do teto dos juros do crédito consignado para servidores públicos federais.

Além do fôlego à economia, a liberação desses recursos se dá num momento de baixíssima popularidade do presidente. Apenas 3 por cento da população consideram o governo ótimo ou bom, enquanto 77 por cento o veem como ruim ou péssimo.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu) YAHOO

FESTIVAL SÃO SEBASTIÁN

"Ferrugem" recebe prêmio Cinema em Construção do Festival de San Sebastián

Aly Muritiba e Antônio Junior, ganhadores do prêmio Cinema em Construção. EFE/ Juan Herrero

O filme brasileiro "Ferrugem", de Aly Muritiba, recebeu o prêmio Cinema em Construção da 65ª edição do Festival de San Sebastián, anunciaram nesta quarta-feira os organizadores em uma entrevista coletiva.

O prêmio, que é concedido a projetos filmados, mas não terminados, foi ampliado este ano e, além da pós-produção do filme, inclui a pré-venda de direitos de distribuição e a inclusão no programa de incentivo Ibermedia.

Muritiba, que concorreu em 2015 na seção Horizontes Latinos com o thriller "Para Minha Amada Morta", apresenta em seu segundo projeto um drama social sobre uma adolescente que teve um vídeo íntimo publicado na internet e as consequências que isso acarreta.

O filme não se baseia em um fato real concreto, mas "há muitos fatos reais por trás", apontou o diretor, que foi professor de adolescentes durante anos e fez um amplo trabalho de pesquisa para escrever o roteiro.

Por outro lado, o filme argentino "Planta Permanente", de Ezequiel Radusky, levou o prêmio do melhor projeto do VI Fórum de Coprodução Europa-América Latina, realizado desde 2012 para impulsionar a colaboração entre profissionais de ambos os lados do Atlântico.

Radusky propõe uma "comédia dramática com humor negro" para falar do confronto entre trabalhadores de classe média e baixa e como os poderosos se aproveitam disso, através da história de duas empregadas da limpeza de um edifício da administração pública.

Por sua vez, a chilena Maite Alberdi ganhou o Prêmio EFADs-CAACI de Coprodução Europa América Latina pelo filme "El Agente Topo", por "seu grande potencial e o híbrido original entre documentário e história de detetives".

"Las Consecuencias", coprodução de Espanha e México, dirigida pela venezuelana Claudia Pinto, ficou com o prêmio Eurimages por seu "olhar ousado" sobre as relações familiares, e "Akelarre", do argentino Pablo Agüero, o prêmio ARTE.

Por último, "Dantza", um filme musical sobre as danças bascas dirigido por Telmo Esnal, obteve o prêmio Glocal in progress, concedido por várias empresas para a pós-produção de filmes e possível distribuição na Espanha.

E "Las letras de Jordi", da espanhola Maider Fernández, o prêmio Rec Grabaketa para a pós-produção.EFE

FMI A.LATINA

FMI diz que América Latina vive "momento propício" para enfrentar corrupção


O Fundo Monetário Internacional (FMI) pediu nesta quinta-feira para que os líderes da América Latina aproveitem "o momento propício" gerado pela "pressão popular" diante dos últimos escândalos, como o de Odebrecht, para manter o impulso contra a corrupção, um problema que considera "endêmico" na região.

"A pressão popular que se fez sentir recentemente abriu uma rara janela de oportunidade para que os governos não esmoreçam no ímpeto reformista, simultaneamente ajustando seus esforços para minimizar os custos de transição envolvidos nesse processo de busca por sociedades mais justas e economias mais pujantes", apontou o relatório publicado no blog do organismo e assinado pelo primeiro subdiretor-geral, David Lipton; pelo diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental, Alejandro Werner; e pela subchefe da Divisão no Departamento do Hemisfério Ocidental, Pelin Berkmen.

No documento, o trio mencionou os recentes casos que geraram protestos na América Latina e que vão de esquemas para esconder ativos até os escândalos da Petrobras e da Odebrecht, que transcenderam as fronteiras do Brasil.

"A luta contra a corrupção na América Latina vem crescendo em prioridade. Com efeito, a região foi pioneira no campo internacional ao adotar uma convenção para combater a corrupção (no âmbito da Organização dos Estados Americanos) que tem servido como modelo para demais países fora da região", afirmaram.

Eles defenderam que para dar efetivo seguimento ao combate da corrupção são necessários quadros legais e jurídicos.

"A experiência internacional sugere que uma estratégia eficaz contra a corrupção exige quadros legais sólidos, intensidade na aplicação e fiscalização, e perseverança. Liderança comprometida e adesão à causa por parte de diversos segmentos da sociedade são também cruciais para garantir a continuidade dessa luta prolongada", alertou.

Em uma postagem anterior, Werner e Lipton disseram que "a corrupção sistémica é tão endêmica na sociedade que, para conseguir modificar os comportamentos, é necessário uma grande mudança nas expectativas".

O FMI realizará entre os dias 10 e 15 de outubro em Washington a sua tradicional Assembleia anual. No evento serão apresentadas as novas projeções macroeconômicas para a América Latina, depois que em julho o organismo situou o crescimento estimado para a região em 1% para 2017 e 1,9% para 2018.EFE

VIVENDO NO BRASIL 3

NEPAL SOCIEDADE

Menina de três anos é escolhida a nova "deusa viva" do Nepal

EFE/Narendra Shrestha

Uma menina de três anos foi eleita nesta quinta-feira a nova "Kumari", a tradicional menina deusa viva que é venerada por hindus e budistas no país do Himalaia há 500 anos, que sucede sua antecessora que se aposentou aos 12 anos ao supostamente alcançar a idade de sua primeira menstruação.

A menina Trisnha Shakya foi levada entre fotógrafos e nos braços do seu pai ao Palácio Kumari Ghar de Katmandu, onde ficará reclusa pelos próximos nove anos com esporádicas saídas ao exterior em festividades religiosas.

"Temos Trishna Shakya como a nova deusa. Ela substituíu agora Martina Shakya, que completou 12 anos", disse à Agência Efe o sacerdote Uddhav Karmacharya, um dos membros do comitê que selecionou a nova menina deusa.

"Escolhemos Trishna entre muitas outras meninas porque seu mapa astral era mais adequado que o das outras", explicou.

As meninas Kumari (palavra que significa menina solteira) têm que pertencer à comunidade indígena de Newar e à família Shakya e, no momento de ser escolhidas, ter entre dois e quatro anos.

Além disso, devem cumprir uma série de requisitos, como ter um determinado mapa astral ou uma voz clara.

Segundo a tradição, são a reencarnação da deusa hindu Kali e o mandato se estende até que cheguem aos 12 anos, momento em que supostamente menstruam pela primeira vez e a partir do qual abandonam o templo.

Frequentemente vistas como uma atração turística, as meninas deusas recebem educação no complexo em que se encontram reclusas, onde inclusive fazem os exames oficiais, e podem receber a visita diária de seus pais.

É o caso de Martina, eleita em 2008, a primeira Kumari do período republicano apesar da tradição das meninas deusas estar muito ligada à já extinta monarquia no país.

"Ela é livre agora e pode estudar onde quiser. Também pode se casar se assim desejar", explicou à Agência Efe o sacerdote Karmacharya sobre a Kumari saliente, que se despediu com honras de estado.

Para as famílias das meninas deusas, a escolha costuma ser um motivo de orgulho, apesar do isolamento das menores nos anos posteriores.

"É um momento de orgulho para nós. Estou extremamente feliz que a minha filha tenha sido eleita como a deusa viva", disse à imprensa o pai da nova Kumari, Bijay Ratna Shakya.

De fato, centenas de pessoas na capital acompanharam a nova Kumari em uma procissão com música tradicional desde sua casa até o templo de Taleju, onde aconteceu a cerimônia de boas-vindas e se encontrou com a sua antecessora.

Depois, a antiga Kumari se despediu com uma homenagem do Exército e foi levada escoltada por centenas de pessoas ao lar que abandonou há quase uma década.EFE

RÚSSIA ANIMAIS

Cidade russa quer proibir barulho "fora do horário" de gatos e cachorros

EFE/LEONARDO MUÑOZ

A cidade russa de Novosibirsk quer proibir os gatos de miar e os cachorros de latir no horário de descanso, com o risco de multa para os donos, de acordo uma iniciativa aprovada nesta quarta-feira em primeira instância pela Assembleia Legislativa.

A norma prevê que os animais não podem fazer barulho das 22h às 7h em dias úteis, e nos fins de semana os instintos precisam ficar inoperantes até às 9h. Conforme a decisão, bichos também não podem se manifestar na hora do almoço, entre 13h e 14h de qualquer dia da semana.

O não cumprimento da regra implica em multa de 3 mil rublos (R$ 165). Caso o animal "advertido" volte fazer bagunça fora do horário estabelecido o dono terá que desembolsar 5 mil rublos (R$ 275).

Segundo o deputado Smyshlyaev Evgeny Valeryevich, a regra não valerá para o "o grunhindo dos porcos, o canto dos galos nem para o gasnar dos gansos". Apesar da polêmica, o político tentou amenizar a situação e disse que "ninguém será castigado, por exemplo, se o cachorro latir quando a campainha tocar".

Na internet, a decisão gerou muitas críticas e foi batizada de "Lei do Silêncio dos Inocentes".EFE

CUBA INTERNET

Cuba oferecerá serviço de internet a lares de todo o país até dezembro

EFE/ Alejandro Ernesto

Todas as casas da ilha de Cuba terão acesso aos serviços de internet antes do final do ano, algo que somente os lares em Havana contavam, e a partir de amanhã tal medida será estendida a cinco províncias da ilha, anunciou nesta quarta-feira o monopólio estatal de comunicações "Etecsa".

Os territórios de Pinar del Río (ocidente) e os orientais Las Tunas, Holguín, Granma e Guantánamo foram escolhidos para as primeiras conexões fora da capital.

A nova oferta inclui uma maior velocidade de conexão em quatro pacotes de 30 horas, com preços que oscilam entre 15 e 70 CUC (equivalente ao dólar), um serviço caro para o cubano, que recebe um salário médio de US$ 29 por mês.

A chefe do projeto "Nauta Hogar", Amarelys Rodríguez, explicou ao jornal oficial "Granma" que "todos aqueles que tiverem telefonia fixa em casa, serão clientes potenciais. Eles serão contatados via telefônica para uma reunião" e, se tiverem interesse, assinarão o contrato.

Em Cuba, um dos países com menor taxa de conectividade no mundo, não estava permitida a conexão à internet nos lares, exceto a alguns profissionais, como médicos, advogados, jornalistas e funcionários de alta categoria.

No entanto, entre dezembro e fevereiro, 858 lares de Havana Velha receberam o serviço de graça como parte de um teste-piloto para iniciar a comercialização gradual.

Pouco após concluir os testes, a Etecsa anunciou em março que começava a oferecer o serviço, com 358 clientes iniciais, número que ao término de maio ultrapassava 600 contratos.

Para ter acesso a esta nova oferta é preciso pagar por uma única vez a quota de habilitação de 15 CUC, após a qual será associada a tarifa mensal segundo a velocidade contratada, explicou Rodríguez.

O usuário deve possuir "um serviço telefônico com condições técnicas que permitam a configuração da velocidade contratada", um modem - que a Etecsa vende por 19 CUC - e uma conta de acesso com domínio local @nauta.com.cu. que se associa à linha telefônica.

A empresa apontou os incentivos para o novo serviço, onde o cliente que contratou o primeiro pacote de 1 megabyte por segundo receberá o primeiro mês de graça.

Igualmente, os que pagarem por velocidades superiores (2, 3 e 4 megabytes) terão um desconto de 15 CUC no primeiro mês.Rodríguez, também diretora de Operações de Rede em Havana, antecipou que na capital cubana está previsto comercializar cerca de 38 mil novas capacidades, cujo acesso fora de Havana Velha poderá ser contratado "na medida em que cada zona tenha as condições técnicas para isso".

Inicialmente, o "Nauta Hogar" oferecia velocidades entre 256 kB por segundo e 2 megabytes, o que provocava queixas nos clientes pela lentidão do serviço.De acordo com a Etecsa, à lentidão da conexão também influencia o tipo de computador e o sistema operacional instalado.

Cuba registrou mais de 4,5 milhões de usuários de internet em 2016, o que significa 403 usuários conectados por cada 1 mil habitantes, segundo reportes oficiais.

Na ilha há registrados 1.152.900 computadores, deles 628,7 mil com conexão à rede.Dentro da estratégia do Governo da ilha para aumentar a conectividade - uma das disciplinas pendentes de Cuba -, a Etecsa iniciou em julho de 2015 a instalação de zonas wifi em espaços públicos, onde a conexão custa US$ 1,5 a hora.EFE

PARAGUAI SOCIEDADE

Prostitutas do Paraguai exigem mais proteção institucional

EFE/Laurant Dominique

A associação de trabalhadoras sexuais do Paraguai Unidas pela Esperança (Unes) se reuniu nesta quarta-feira em Assunção com o presidente do Senado, ex-presidente do país e ex-bispo católico, Fernando Lugo, para pedir mais proteção perante a "violência institucional" e mais investimento estatal em saúde e prevenção.

Estas são algumas das questões que a Unes quer incluir no futuro projeto de lei de trabalho sexual, ainda em fase elaboração, com o qual pretendem reconhecer a prostituição como uma atividade de trabalho.

A presidente da Unes, Lucy Esquivel, disse aos veículos de imprensa locais após seu encontro com Lugo que uma de suas iniciativas é "a criação de um comitê de monitoramento" do orçamento destinado à saúde para que "se invista muito mais em prevenção".

Lucy solicitou ao Estado mais investimento para que as trabalhadoras sexuais possam estar seguras e explicou que, por enquanto, recebem "informação e suprimentos, como preservativos e materiais educativos".

Também denunciou que esse coletivo sofre violência institucional por parte de policiais e atores judiciais, a quem pretendem dirigir ações de conscientização.

"Apontamos justamente a polícia porque acreditamos que é de uma maneira direta, já que nossas companheiras estão na rua, nos locais e em outros espaços públicos", acrescentou.

A Unes exigiu em junho de 2016 a elaboração de uma lei sobre o trabalho sexual que ampare e proteja as prostitutas da discriminação e da violência da sociedade.

Pelo menos 55 profissionais do sexo foram assassinadas desde a queda da ditadura do Paraguai, em 1989, sem que os crimes tenham sido solucionados, segundo a Unes.EFE

A.SAUDITA SOCIEDADE

Ministro saudita diz que mulheres ao volante melhorarão segurança no trânsito

EFE/STR

O ministro de Interior da Arábia Saudita, Abdulaziz bin Saud, elogiou nesta quinta-feira a ordem real emitida há dois dias que permitirá pela primeira vez que as mulheres dirijam a partir de 2018 e considerou que a presença feminina nas estradas melhorará a segurança do trânsito no país.

"A condução das mulheres transformará a segurança do trânsito", assegurou o ministro em comunicado divulgado pela agência oficial de notícias sauditas, "SPA".

Na opinião de Saud, a presença das mulheres nas estradas fará com que o trânsito seja mais ordenado na Arábia Saudita e "reduzirá as perdas econômicas e humanas dos acidentes".

De acordo com o ministro, as forças de segurança estão prontas para aplicar as leis de trânsito a homens e mulheres por igual e "fazer todo o necessário para salvaguardar a segurança da sociedade".

Segundo dados oficiais, 17 pessoas em média perdem a vida por dia nas estradas da Arábia Saudita, considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) um dos países com mais altos números de mortes em acidentes de trânsito.

Esta é a primeira causa de morte entre os homens de 16 a 36 anos no país, onde o petróleo barato permite que os cidadãos tenham veículos de grande potência.

As mulheres poderão obter uma permissão para dirigir a partir de junho de 2018, após a ordem emitida na terça-feira passada pelo rei Salman bin Abdulaziz bin Abdul Rahman, reconhecendo desta forma um dos direitos reivindicados durante décadas pelos ativistas.

A medida abre a portas para mudanças sociais e econômicas, já que as mulheres poderão comprar e dirigir veículos e realizar mais atividades sozinhas, não precisando de um motorista particular que as acompanhe nos deslocamentos.EFE

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

MENSAGEM DO DIA



VIVENDO NO BRASIL 1

O PT segundo Palocci...

EX-MINISTRO PT

Em carta, Palocci pede desfiliação do PT

Carta escrita por Palocci é endereçada à presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O ex-ministro Antônio Palocci enviou uma carta ao PT nesta terça-feira, 26, em que pede a desfiliação do partido, adiantando-se ao processo de expulsão iniciado pela legenda na semana passada.

Na carta, que tem quatro páginas e é endereçada à presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, Palocci afirmou que decidiu colaborar com a Justiça e aproveitou para atacar o ex-presidente Lula.

“Até quando vamos fingir acreditar na autoproclamação do ‘homem mais honesto do país’ enquanto os presentes, os sítios, os apartamentos e até o prédio do Instituto (!!!) são atribuídos a Dona Marisa? Afinal, somos um partido sob a liderança de pessoas de carne e osso ou somos uma seita guiada por uma pretensa divindade?”, escreveu o ex-ministro.

Palocci disse ainda que viu Lula “sucumbir ao pior da política no melhor dos momentos do seu governo” e reafirmou as acusações que fez contra o ex-presidente em seu depoimento ao juiz Sérgio Moro no último dia 6.

“‘O cara, nas palavras de Barack Obama, dissociou-se definitivamente do menino retirante para navegar no terreno pantanoso do sucesso sem crítica, do ‘tudo pode’, do poder sem limites, onde a corrupção, os desvios, as disfunções que se acumulam são apenas detalhes, notas de rodapé no cenário entorpecido dos petrodólares que pagarão a tudo e a todos”, ressaltou o ex-ministro, que voltou a sugerir que o PT colabore com a Justiça por meio de um acordo de leniência.

Palocci concluiu a carta dizendo que, “por todas essas razões, ofereço a minha desfiliação e o faço sem qualquer ressentimento ou rancores. Meu desligamento do partido fica então à vossa disposição”.O GLOBO

SAÚDE MIT

Pesquisadores querem colocar várias vacinas em uma única injeção

Várias vacinas precisam de doses de reforço (Foto: Pixabay)

As crianças precisam tomar uma série de vacinas para doenças como sarampo, hepatite A e B, meningite e tétano. Várias delas precisam de doses de reforço, e assim a criança precisa ser levada várias vezes ao posto de saúde. No entanto, um grupo de pesquisadores estuda uma forma de reunir todas as vacinas obrigatórias na infância em uma só injeção.

O estudo realizado no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês) foi publicado na revista Science. De acordo com a co-autora Ana Jaklenec, a técnica coloca as vacinas em polímeros microscópicos que se dividem em momentos diferentes, liberando o conteúdo imunizante.

“Nós estamos muito animados sobre esse trabalho porque, pela primeira vez, podemos criar um conjunto de partículas de vacinas pequenas e revestidas, cada uma programada para liberar seu conteúdo em um tempo previsível, de forma que as pessoas possam receber uma única injeção que, de fato, teria múltiplos impulsionadores já prontos nela”, explicou um dos autores Robert Langer, do Instituto David H. Koch do MIT.

Durantes os testes em camundongos, as partículas se libertaram sem vazamento prévio. A equipe também produziu micropartículas preenchidas com uma vacina contra a poliomielite. Eles então expuseram as micropartículas a um teste de anticorpos para verificar se a potência da vacina foi afetada pela vedação por calor, mas nenhum problema foi detectado.O Globo

BOLÍVIA ANIMAIS

Grupo de 18 advogados defende cachorro que seria sacrificado na Bolívia

EFE/Martin Alipaz

Um grupo de 18 advogados na Bolívia uniu forças para defender Pantuque, um cachorro da raça shar-pei, e evitar que seja sacrificado por ordem judicial, uma vez que está retido por ter causado lesões "graves" a uma criança e sua mãe.

A advogada e ativista da defesa dos animais, Africa Gutiérrez, confirmou nesta quarta-feira à Agência Efe que em La Paz se uniram dez advogados para fazer um trabalho processual do caso e que outros oito juristas do interior do país se somaram à defesa para fazer uma "pressão em nível nacional"

"Uma injustiça está sendo cometida contra o animalzinho", opinou.A denúncia data do último mês de agosto, quando Pantuque mordeu um menino de 11 anos reagindo a uma suposta agressão e depois fez o mesmo com a mãe da criança que saiu em sua defesa.

O pai do menor, Ramiro Calderón, disse à Efe que o menino foi mordido em várias partes do corpo e que a ferida mais grave foi em um dos braços, que recebeu 23 pontos de sutura.

O menor ficou internado uma semana no hospital, segundo acrescentou.A advogada argumentou que o cachorro "atacou dois membros de uma só família que constantemente lhe provocavam danos, o apedrejavam e ele tinha duas baixas médicas por essas circunstâncias".

O cachorro atualmente se encontra em um refúgio de animais dependente do município de La Paz em completo isolamento enquanto o processo legal transcorre para definir se será submetido à eutanásia.

A procuradora de La Paz, Susana Boyán, ordenou nas últimas horas a detenção da proprietária de Pantuque, Claudia R., alegando sua suposta responsabilidade na agressão do animal.

A proprietária disse que cobriu todas as despesas médicas da agressão, algo que foi negado pelos denunciantes.

O grupo de advogados preparou uma ação em defesa do animal por "tentativa de biocídio" contra os denunciantes e as autoridades por considerar que estão atuando fora da lei.

A advogada Gutiérrez enfatizou que não é correto sacrificar o animal já que a medida só se dá em casos de raças agressivas ou em casos de raiva, de acordo com lei vigente.

A dona de Pantuque espera para as próximas horas uma audiência judicial que pode determinar se será detida de forma preventiva caso se comprove que teve alguma responsabilidade no ataque do cão.EFE

FMI MUDANÇA CLIMÁTICA

Países pobres perderão 10% de PIB per capita por mudança climática, diz FMI

Recentes furacões do Atlântico Norte têm afetado países pobres do Caribe. EFE/Andrea De Silva

O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse nesta quarta-feira que os países pobres serão incapazes de fazer frente sozinhos aos efeitos econômicos do aquecimento global sem um esforço "global" das economias desenvolvidas, e calcula uma perda estimada de 10% de seu Produto Interno Bruto até 2100.

"Se não houver esforços globais para frear as emissões de carbono, o previsto aumento na temperatura suprimirá cerca de uma décima parte do produto per capita dos países de baixos investimentos para finais do século XXI", apontou o Fundo em um dos capítulos analíticos de seu relatório de "Perspectivas Econômicas Globais".

Estas projeções se baseiam em cenários conservadores, de um aumento de 1 grau centígrado na temperatura destes países.

Essa redução se traduziria em menor produção agrícola, esfriamento dos investimentos e danos à saúde.

O reporte enfatiza que, "dado que as economias avançadas e emergentes são as que contribuíram em grande medida ao aquecimento global e devem continuar nesse caminho, ajudar os países de baixos investimentos a encarar suas consequências é um imperativo humanitário e uma sensata política econômica global".

Para o organismo dirigido por Christine Lagarde, um dos principais problemas é que "as políticas domésticas destes países não são suficientes" para protegê-los devido aos seus poucos recursos econômicos, ao citar exemplos de alguns dos países mais expostos como Haiti, Gabão e Bangladesh.

"À medida que as altas temperaturas transbordam os limites biofísicos dos ecossistemas destes países, poderia haver epidemias mais frequentes, fome e outros desastres naturais, ao mesmo tempo que é alimentada a pressão migratória e o risco de conflitos", indicou.

Cerca de 60% da população mundial, lembrou o Fundo, vive em países onde o aquecimento global provavelmente produzirá estes "efeitos perniciosos".

O FMI apresentará o seu relatório completo, com as novas projeções de crescimento global, no marco de sua Assembleia Anual que será realizada em Washington entre 10 e 15 de outubro, e à qual estão presentes os ministros de economia de 189 países-membros.EFE

VIVENDO NO BRASIL 2

GRAMMY LATINO

Academia da Gravação anuncia lista de indicados ao Grammy Latino

EFE/Lennin Nolly

A Academia Latina da Gravação anunciou nesta terça-feira a lista de indicados ao prêmio Grammy Latino, que conta com artistas brasileiros nas categorias gerais e dedicadas às músicas em Língua Portuguesa.

O cantor Nando Reis concorre na categoria de Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa, com "Jardim-Pomar", e na de Melhor Canção, com "Só posso dizer".

Já entre os indicados ao prêmio de Melhor Álbum Pop Contemporâneo, aparecem Tiago Iorc, com "Troco Likes Ao Vivo"; Mano Brown, com "Boogie Naipe"; e o duo AnaVitória, com o disco "AnaVitória".

Nas categorias gerais figuram os brasileiros Cesar Camargo Mariano, pelo CD "Joined"; Antônio Adolfo, por "Hybrido/ From Rio to Wayne Shorter", e Eliane Elias, por "Dance of time".

O artista porto-riquenho Residente foi o campeão de indicações, com nove, seguido por Maluma, com sete; Shakira, com seis; e Kevin Jiménez ADG, Juanes e Mon Laferte, com cinco cada um.

Luis Fonsi, intérprete do hit "Despacito", concorre em quatro categorias, a exemplo de Vicente García, Nicky Jam, Natalia Lafourcade, Danay Suárez, Daddy Yankee, Rafa Arcaute e Tom Coyne.

A cerimônia do Grammy Latino, prêmio mais importante da música latina, será realizada no próximo dia 16 de novembro, no MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas.EFE

EUA CINEMA

DiCaprio e Scorsese trabalharão juntos em cinebiografia de Theodore Roosevelt

Leonardo DiCaprio e Martin Scorsese em foto de 2014. EFE/EPA/Paul Buck

O ator Leonardo DiCaprio e o cineasta Martin Scorsese voltarão a trabalhar juntos em um filme biográfico sobre Theodore Roosevelt, o 26º presidente dos Estados Unidos, informou nesta terça-feira o portal especializado "Deadline".

Sob a direção de Scorsese, DiCaprio interpretará Roosevelt, cuja presidência de 1901 a 1909 foi fundamental para a conservação dos espaços naturais e da fauna selvagem através da ênfase em parques nacionais.

Este aspecto de Roosevelt pode ser um grande atrativo para DiCaprio, que ao longo da carreira se comprometeu com diferentes causas ambientais.

Roosevelt, que tornou o presidente mais jovem dos EUA, aos 42 anos, após o assassinato de seu predecessor, William McKinley, também é recordado pelo legado em matéria econômica e social e pelo papel desempenhado na construção do Canal do Panamá, além de ser o primeiro americano a ganhar o Prêmio Nobel da Paz.

Scorsese e DiCaprio têm um grande histórico de parcerias no cinema, como "Gangues de Nova York" (2002), "O Aviador" (2004), "Os Infiltrados" (2006), "Ilha do Medo" (2010) e "O Lobo de Wall Street" (2013).EFE

RÚSSIA INTERNET

Nova legislação ameaça funcionamento do Facebook na Rússia a partir de 2018


A Rússia ameaçou nesta terça-feira desligar a rede social Facebook no próximo ano caso a empresa não cumpra com a nova legislação que exige que os fornecedores de conteúdo na internet armazenem os dados pessoais de usuários russos em servidores situados no país.

"A lei é obrigatória para todos. Conseguiremos que seja cumprida ou a companhia encerrará sua atividade na Rússia, como já ocorreu com o Linkedin. Não há exceções", disse aos jornalistas Alexandr Zharov, chefe do Roscomnadzor, órgão encarregado de velar pelo cumprimento das normas no âmbito das comunicações e informação.

A lei de proteção de dados aprovada em julho em 2016 dá um prazo de dois anos para que os fornecedores (redes sociais e serviços de mensagem, entre outros) se adaptem à nova normativa que lhes obriga gravar e armazenar durante seis meses todas as conversas de seus clientes.

A empresa americana, portanto, tem até julho de 2018 para ter servidores em território russo, como o Twitter já anunciou que fará.

"Somos conscientes que o Facebook tem um grande número de usuários na Federação da Rússia, mas por outro lado sabemos que não é um serviço único e que existem outras redes sociais", disse Zharov.

A companhia dirigida por Mark Zuckerberg, proprietária também da rede social Instagram e do serviço de mensagem WhatsApp, informou ao Roscomnadzor que estuda as opções para cumprir com a legislação.

"Não temos planos de inspecionar o Facebook em 2017, mas em 2018 planejaremos sim. Partimos da boa vontade, porque a companhia nos enviou uma carta oficial e até esse momento não vamos fazer inspeções", afirmou Zhárov.

Perguntado a respeito, o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, disse hoje que o Facebook "é uma empresa comercial que ganha dinheiro e que deve fazer isso de acordo com as leis da Federação da Rússia".

Pouco após a aprovação, os grandes operadores de telefonia e fornecedores de conteúdos puseram o grito no céu e advertiram que pôr em prática a normativa, chamada pelos críticos como "a lei do Grande Irmão", custará dezenas de milhões de dólares.EFE

UE GOOGLE

Europa vigiará se Google encerrará favorecimento a serviço próprio após multa

EFE/Walter Bieri

A Comissão Europeia (CE) vai vigiará nos próximos meses se as medidas que o Google deve aplicar a partir de amanhã para encerrar o abuso de poder econômico nos serviços de comparação de compras, considerado ilegal, serão efetivas.

As informações foram divulgadas pela comissária europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager, depois de a União Europeia ter imposto em junho uma multa de 2,24 bilhões de euros ao Google por favorecer seu próprio serviço de comparação de compras nas buscas na internet, o que representa um abuso da empresa.

O Google, que recorreu da decisão no Tribunal Geral da União Europeia, recebeu um prazo de 90 dias, que termina amanhã, para aplicar uma correção que garanta uma igualdade de tratamento entre o serviço da empresa e os de seus concorrentes.

"Depende do Google mostrar que está cumprindo a decisão e nós vigiaremos ativamente. Estivemos em contato, assim sabemos parte do que eles farão. Aguardamos o que ocorrerá amanhã e depende do Google confirmar o que eles estão planejando", disse a comissária.

Segundo Vestager, o Google deverá apresentar a cada quatro meses um relatório sobre como está cumprindo a decisão. Além disso, foram contratadas duas empresas para verificar se as medidas adotadas pela companhia americana são de fato efetivas.

A comissária também afirmou que levará "muito a sério" a opinião de outros atores do mercado, como os concorrentes do Google, na hora de fazer sua próxima avaliação.EFE

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

MENSAGEM DO DIA

NO PARÁ DO AÇAÍ - SET 8

Basílica de Nazaré - Belém Pará

VIVENDO NO BRASIL 1

STF AÉCIO NEVES

STF determina suspensão de Aécio Neves

Wilson Dias/Agência Brasil

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) teve seu mandato suspenso nesta terça-feira, 26. A primeira Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu, por três votos a dois, que o senador seja afastado, além de seu recolhimento domiciliar noturno. Neves também não poderá manter contato com outros investigados e deverá entregar seu passaporte à Justiça.

Os ministros negaram, por unanimidade, o pedido de prisão feito pela Procuradoria-Geral da República, a não ser que ocorra flagrante de crime inafiançável.

“Um dos pilares da Constituição é a moralidade no exercício do mandato. Aqui houve um franco desvio dessa moralidade no exercício do mandato. Sob o ângulo republicano, nós temos que entender que imunidade não é sinônimo de impunidade”, afirmou o ministro Luiz Fux, que votou pelo afastamento do parlamentar. Também votaram pelo “sim” os ministros Luís Roberto Barroso e Rosa Weber. Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello, o relator do processo, votaram contra.Yahoo Notícias

COMPORTAMENTO




EX-GOVERNADOR DO RIO

MPF pedirá aumento de pena para Sérgio Cabral

Sérgio Cabral está preso desde novembro do ano passado (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O Ministério Público Federal (MPF) vai recorrer e pedir um aumento da pena do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, condenado por três crimes. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 25, pela GloboNews.

Cabral foi condenado a 45 anos e 2 meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa no âmbito da Operação Calicute, um desdobramento da Operação Lava Jato. Os procuradores querem aumentar a pena por lavagem de dinheiro, cuja condenação foi de 13 anos.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, condenou Cabral por dez anos de lavagem de dinheiro, porém concedeu um benefício aplicando a pena de apenas um ato. Os procuradores defendem que a pena do ex-governador seja referente a dez atos de lavagem de dinheiro.

O MPF defende, portanto, a mudança do cálculo da pena, fazendo com que o ex-governador do Rio receba 86 anos e oito meses de prisão.

O órgão também pretende recorrer da sentença para aumentar a pena da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo, condenada a 18 anos e 3 meses de prisão por lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa.G1

EXILADO POLÍTICO ITÁLIA

Governo italiano pede que Brasil reveja asilo a Cesare Battisti

Battisti foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato de quatro pessoas entre 1977 e 1979 (Foto: José Cruz/ Agência Brasil)

Exilado no Brasil desde 2010, o italiano Cesare Battisti corre o risco de perder o direito de permanecer no país. Em sigilo, o governo da Itália enviou um pedido para que o presidente Michel Temer reveja a decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que concedeu asilo político ao italiano.

O pedido do governo italiano pela extradição de Battisti está no Palácio do Planalto e já foi submetido a uma primeira análise técnica. Agora, caberá à consultoria jurídica da Presidência da República emitir um parecer.

De acordo com integrantes do governo, não foram encontrados até agora problemas jurídicos que impeçam uma nova decisão sobre o caso de Battisti e dois ministros já teriam dado aval para que a extradição seja aprovada por Temer: o ministro da Justiça, Torquato Jardim, e o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira.

Entretanto, o governo tem sido cauteloso em relação ao tema e o presidente evita tomar uma decisão, apesar das pressões. Segundo o jornal O Globo, a presidência da República disse que o assunto não está sendo tratado no Palácio do Planalto.

Em setembro, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou um pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do italiano. Na ocasião, o ministro Luiz Fux que não havia nada de concreto que justificasse o temor de Battisti.O Globo

JAPÃO ELEIÇÕES

Premier japonês anuncia antecipação das eleições

O primeiro-ministro também anunciou um pacote de estímulo de US$ 17,8 bilhões para educação e gastos sociais (Foto: Kremlin)

Na segunda-feira, 25, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, anunciou que dissolverá a Câmara Baixa do Parlamento na próxima quinta-feira, 28, antecipando em um ano as eleições.

O primeiro-ministro quer avançar com suas reformas econômicas e conter a ameaça da Coreia do Norte. “Há cinco anos, conseguimos mudar o governo com o apoio do povo e prometemos fazer uma reforma econômica. Agora é o momento de ir além e aplicar as últimas fases para garantir o crescimento”, disse Shinzo Abe na coletiva de imprensa. “Não devemos ceder à ameaça da Coreia do Norte. Espero ganhar a confiança das pessoas nas próximas eleições e impulsionar uma forte diplomacia”, disse Shinzo.

O primeiro-ministro também anunciou um pacote de estímulo de US$ 17,8 bilhões para educação e gastos sociais.

Segundo a agência Kyodo, a oposição criticou a decisão de Shinzo Abe, alegando que não há motivo para a dissolução da Câmara antes do prazo previsto para o fim do seu mandato (em dezembro de 2018). A oposição alega que esta é uma manobra para deixar para trás os escândalos que envolveram o governo. Se o partido de Shinzo Abe, Liberal Democrata (PLD), vencer as eleições, Abe assumiria seu terceiro mandato consecutivo até 2021.

No último mês, a Coreia do Norte lançou dois mísseis que sobrevoaram o território japonês.G1

VIVENDO NO BRASIL 2

CHINA CARROS

China quer acabar com carros movidos a combustíveis fósseis

A notícia teve um grande impacto entre os fabricantes de automóveis (Foto: Pixabay)

“Um momento decisivo para a indústria automobilística.” Este foi o comentário de analistas da empresa de pesquisa Sanford C. Bernstein, ao ouvirem a notícia que o governo da China quer proibir a produção de carros movidos a gasolina. Em 9 de setembro, Xin Guobin, vice-ministro da Indústria e Tecnologia da Informação, disse em uma conferência automotiva em Tianjin, uma cidade industrial perto de Pequim, que o governo está desenvolvendo um plano de longo prazo para eliminar os veículos movidos a combustíveis fósseis.

A notícia teve um grande impacto entre os fabricantes de automóveis, para os quais a China é o maior mercado consumidor do mundo. William Russo, da empresa de consultoria China’s Gao Feng Advisory, um antigo executivo sênior da Chrysler, disse que a indústria automobilística tem de se adaptar o mais rápido possível às exigências do governo chinês.

O vice-ministro Guobin não fez uma previsão de prazo para o início da proibição. A China tem metas ambiciosas de médio prazo para aumentar a eficiência da indústria automobilística e combater as mudanças climáticas, entre as quais a definição de um limite das emissões de CO2 até 2030. Não está claro se a proibição incluirá apenas carros a gasolina ou os veículos híbridos movidos a gasolina e com motores elétricos.

O anúncio do governo chinês foi divulgado pouco antes da abertura do Salão do Automóvel de Frankfurt. Muitos participantes ficaram céticos diante da notícia. Apesar das discussões referentes à proibição de carros a gasolina e a diesel no Reino Unido e na França até 2040, nenhum país aprovou uma lei regulamentando a proibição, disseram os representantes da indústria automobilística presentes ao evento. Outros viram uma oportunidade de expansão de mercado. Thierry Bolloré, diretor técnico da Renault, disse que a empresa está preparada para produzir veículos elétricos na China.

Mas o governo chinês incentivou a fabricação de carros elétricos no país. O fabricante de automóveis BYD aperfeiçoou a qualidade de seus carros elétricos e baterias, e está investindo no mercado externo. Uma nova geração de empresas inovadoras, como ThunderPower e Nio fazem sucesso em salões de automóveis. Com a proibição de carros movidos a combustíveis fósseis e o estímulo à produção de veículos elétricos, a China passaria de uma das maiores emissoras de gases de efeito estufa a defensora do combate às mudanças climáticas.
The Economist

GUERRA CONTRA POLUIÇÃO

Bicicletas em Paris

Os motoristas estão sendo pressionados a não usar carros em Paris (Foto: Pixabay)

As ruas às margens do Sena costumavam ter um trânsito intenso. Agora, os pedestres e ciclistas aproveitam a vista do rio e a calma das ruas. Em frente à Torre Eiffel, uma área com grande movimento, os carros dividem a rua com uma ciclovia.

Os motoristas estão sendo pressionados a não usar carros em Paris. A prefeita Anne Hidalgo está travando “uma guerra contra os automóveis”, publicou o jornal Le Monde no início deste ano. Os parisienses, disse Pierre Chasseray, representante da associação 40 Millions d’Automobilistes, estão “vivendo um inferno diário”.

Como parte do plano da prefeitura de aumentar o uso de bicicletas de 5% para 15% até 2020, as ciclovias estendem-se pelas principais ruas e avenidas da cidade. Uma faixa inteira na movimentada rue de Rivoli transformou-se em ciclovia. O acesso a um trecho na margem esquerda do rio Sena foi fechado para carros em 2013, seis anos depois que a prefeitura criou o serviço Vélib de aluguel de bicicletas públicas.

Paris não decretou guerra “aos carros e sim à poluição”, disse Jean-Louis Missika, diretor de planejamento urbano da prefeitura. A prefeitura quer diminuir o fluxo de automóveis com um único passageiro pelas ruas medievais estreitas e avenidas do século XIX da cidade. Em 14 de setembro, a startup BlaBlaCar lançou o aplicativo BlaBlaLines, para ajudar motoristas e passageiros a organizarem viagens compartilhadas. Com 1,2 milhão de trajetos com mais de 10 km de distância percorridos todos os dias nos arredores de Paris, existe um “enorme potencial” para reduzir o número de carros vazios, disse o CEO da empresa, Frédéric Mazzella.

A cruzada de Anne Hidalgo contra os motoristas faz parte de um estudo mais amplo para adaptar a cidade aos novos veículos elétricos e autônomos. “É uma revolução comparável à transição de carruagens puxadas por cavalos para automóveis”, acrescentou Missika. Segundo os planos da prefeitura, os primeiros táxis autônomos com capacidade de transportar seis pessoas começarão a circular no próximo ano. A prefeitura proibirá o trânsito de carros particulares no centro da cidade em 2025-30 e os carros a diesel serão abolidos em 2020.

Mas um investimento maior no transporte público pode ter um impacto mais eficaz na diminuição do uso de carros, além de gerar empregos. O Grand Paris Express, o maior projeto de infraestrutura da Europa com um custo de €30 bilhões (US$36 bilhões), ligará a periferia de Paris aos aeroportos, estádios e universidades. Com quatro novas linhas e 68 estações, o projeto deverá estar concluído em 2030. Um grande trecho de uma das quatro linhas será inaugurado em 2024, quando Paris sediará os Jogos Olímpicos.The Economist

JAPÃO REUNIÃO EM CASA

A nova moda japonesa

Nas refeições tradicionais japonesas, todos os detalhes são pensados (Foto: Pixabay)

Os japoneses adoram jantar em restaurantes e a hospitalidade deles, o omotenashi, é uma filosofia de vida, um hábito enraizado na cultura japonesa. No entanto, raramente convidam pessoas para suas casas. Os moradores de Tóquio sentem-se constrangidos de receber convidados em suas casas que, em média, têm 35 jo, a medida japonesa de área útil com base no tamanho de tatames, o equivalente a cerca de 60 m2.

Mas agora, os japoneses começaram a receber convidados em casa, no que eles chamam na linguagem local de hoomu paatei. A edição japonesa da revista Elle dedicou um número especial à arte de receber com estilo. Novos sites de receitas aparecem na internet todos os dias. A Japan Home Party Association emite certificados para alunos que fazem seus cursos.

Nobuko Oba fundou o Atelier Let’s Have a Party!, uma escola que organiza workshops sobre como dar jantares e festas em casa, quando voltou para Tóquio depois de morar em Ohio, EUA. Lá, ao ser convidada para jantar na casa de um dos colegas americanos do marido, surpreendeu-se com a maneira informal das pessoas se servirem de um simples pedaço de presunto comprado no supermercado local. Ao retribuir o convite, seus convidados também ficaram surpresos com o fato de vê-la cozinhando e servindo-os, em vez de se sentar à mesa com eles. “Notei que a conversa é a prioridade em uma reunião social, e quis trazer esse estilo não convencional para o Japão”, disse Oba.

Mas os japoneses raramente adotam costumes estrangeiros sem dar um toque local. Inúmeros produtos de consumo, desde hambúrgueres com molho teriyaki do McDonalds a chá verde da marca Kit Kat, incorporam o ditado, “espírito japonês, produtos ocidentais”.

Nas refeições tradicionais japonesas, todos os detalhes são pensados. A louça é escolhida como complemento à comida. A travessa de arroz é colocada à esquerda do convidado para que não precise estender o braço para se servir. Nas aulas de Oba, essa formalidade se traduz em toalhas de mesa e louças com cores combinando.

O tema da última aula de Oba foi o festival alemão de cerveja Oktoberfest. Os alunos fizeram a decoração da sala com arranjos florais segundo as regras da ikebana, a arte de composição floral japonesa criada no século VII.

Quando a mesa está arrumada com as toalhas impecáveis, as louças lindas e as travessas de comida, os alunos, com a idade entre 23 a 55 anos, tiram fotos para postar em suas contas no Instagram. Mitsue Osawa, dona de um salão de beleza, disse que se inspira em filmes e programas de televisão ocidentais: “Adoro o costume britânico de tomar chá à tarde servido em um carrinho com um bolo de três camadas para acompanhar.”The Economist

ARTE CONGOLESA

Arte congolesa volta a atrair atenção internacional

Os artistas no Congo preferem retratar a vida real (Foto: Angalia Gallery)

Joseph Kinkonda, um dos artistas mais famosos da República Democrática do Congo, vive em um quarto úmido em Ndjili, um bairro miserável de Kinshasa. Uma bandeja com alguns potes de tinta enrolados em um plástico apoia-se no pé da cama. O ar condicionado está quebrado e uma lâmpada pendura-se do teto. Kinkonda, que assina suas obras com o pseudônimo de Chéri Chérin, tem um aspecto tão decrépito e pobre como o quarto onde mora. Suas pernas estão inchadas; uma camisa suja mal cobre seu abdome. No entanto, quando começa a falar, o quarto miserável se enche de vida.

“Eu nasci com o dom do desenho”, disse. “Não aprendi a desenhar. Esse talento estava no meu sangue.” Nascido em 1955, seu pai queria que ele fosse padre e o enviou para um seminário jesuíta. Mas ao perceberem seu talento artístico, os jesuítas o matricularam na Academia de Belas-Artes de Kinshasa. Ao terminar os estudos, Kinkonda começou a pintar enormes murais nas paredes das lojas. No pátio do apartamento, suas pinturas ficam expostas para serem vistas por pessoas que passam a pé pelo lugar. Elas retratam a vida cotidiana do Congo com um estilo de desenho animado e um humor satírico. Um dos quadros mostra um caminhão atolado em uma estrada de lama, com a legenda “esperar até quando?”

A pintura congolesa tem uma história de destaque no mundo das artes. Em 1929, no período colonial belga, uma exposição de aquarelas de Albert Lubaki fez um enorme sucesso no Palais des Beaux-Arts, em Bruxelas. Coco Chanel foi uma grande colecionadora de arte congolesa. Após a independência, durante o governo do ditador Mobutu Sese Seko, que defendia a authenticité africana, os artistas congoleses beneficiaram-se do patrocínio do Estado. Ainda hoje, as esculturas e murais dessa época espalham-se por Kinshasa.

Porém, os últimos anos foram menos generosos. No final da Guerra Fria, o patrocínio de Mobutu terminou. Em 1994, a Academia em Kinshasa fechou quando os estudantes juntaram-se às greves pró-democracia contra o regime. E em 1997, um exército rebelde apoiado por Ruanda e Uganda invadiu o Congo e deu início a uma guerra que ainda não terminou em algumas regiões do país. Mas o movimento artístico continuou apoiado por alguns mecenas como Jean Pigozzi, herdeiro da fábrica de automóveis Simca, que financiou o trabalho de diversos pintores.

Hoje, a arte congolesa está mais uma vez atraindo a atenção de marchands e colecionadores, como Sindika Dokolo, um empresário congolês casado com a angolana Isabel dos Santos,a mulher mais rica da África. O Trust Merchant Bank, um dos maiores bancos do Congo, tem uma galeria de arte luxuosa em sua sede em Kinshasa e patrocina exposições. Os melhores hotéis da cidade exibem obras de artistas congoleses. Em 2015, a Fundação Cartier em Paris promoveu a exposição “Beauté Congo”, na qual exibiu obras de 41 artistas.

Os artistas no Congo preferem retratar a vida real. A arte, disse Papy Malambu, que pinta retratos expressionistas de trabalhadores, é “um espelho para o mundo”. A “arte popular” de Kinkonda concentra-se em cenas de rua. A tragédia da guerra também é um tema que inspira muitos artistas. Freddy Tsimba faz esculturas de peças de metal e cartuchos de bala.

Infelizmente, ao contrário da música, que faz um grande sucesso no exterior, a arte não é um bem cultural rentável. Embora algumas pinturas congolesas tenham sido vendidas por milhares de dólares no exterior, muitos artistas congoleses ainda vivem na pobreza. A maioria trabalha em ateliês em prédios abandonados ou em ruínas. Materiais como tintas e telas são difíceis de encontrar e muitas vezes são trazidos por clientes estrangeiros.

O que o futuro reserva para os artistas da República Democrática do Congo? A situação política é cada vez mais tensa no país. O presidente Joseph Kabila tenta se manter no poder, apesar da forte oposição. Mas como disse Sam Ilus, um dos protegidos de Kinkonda, “sempre há esperança e, por isso, vivemos o amanhã”.The Economist

terça-feira, 26 de setembro de 2017

MENSAGEM DO DIA


"Se um dia você tiver que escolher entre o mundo e o amor, lembre-se: se escolher o mundo ficará sem amor mas se escolher o amor com ele conquistará o mundo". Albert Einstein




NA CIDADE UNIVERSITÁRIA/UFPA - SET 7


VIVENDO NO BRASIL 1

HORÁRIO DE VERÃO 2017

Governo anuncia que horário de verão será mantido em 2017

Renato Araújo/ABr (Arquivo)

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, confirmou que o horário de verão será mantido em 2017.

Com a decisão, moradores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão adiantar os relógios em 1 hora a do dia 15 de outubro até o dia 19 de fevereiro.

O fim do horário de verão chegou a ser cogitado pelo governo depois que um estudo apontou queda na sua efetividade devido à mudança no perfil de consumo de eletricidade.

No entanto, o país passa por mais um ano de chuvas fracas que reduziram o armazenamento de água e o governo vem adotando medidas para garantir a oferta de eletricidade.

Diante disso, mesmo que pequena, a energia proporcionada pelo horário de verão pode ajudar.Para o ano que vem, o governo deve fazer uma pesquisa para decidir se mantém ou não o horário nos próximos anos.Yahoo Notícias