segunda-feira, 30 de junho de 2014

Mensagem do dia.




A COPA DAS COPAS

MÍDIA GLOBAL CONFIRMA: BRASIL FAZ COPA DAS COPAS


Pesquisa realizada com 117 jornalistas de vários países aponta que 38,5% consideram o Mundial de 2014 como o melhor já visto; a Copa na Alemanha, em 2006, é a segunda colocada; levantamento foi realizado pelo portal Uol, do grupo Folha, e divulgado nesta segunda-feira 30; clima de terror promovido pela imprensa brasileira e pela oposição ao governo Dilma, antes do início do evento, teve efeito contrário: depois de dezenas de reportagens mostrando a satisfação dos torcedores estrangeiros, agora é a vez da imprensa. 67

Dirceu deixará cadeia pela primeira vez nesta quarta


Preso desde o dia 15 de novembro ilegalmente em regime fechado por condenação na AP 470, o ex-ministro José Dirceu deve iniciar nesta semana trabalho em escritório de advocacia, após decisão do Supremo Tribunal Federal; todos os dias, às 18h, ele retorna ao Centro de Prisão Provisória (CPP), localizado no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), em Brasília.

OCDE: América Latina atravessa "momento decisivo" para relançar economia


Secretário-geral da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), Ángel Gurria, disse nesta segunda-feira 30, na abertura em Paris do Fórum Internacional da América Latina e do Caribe, que depois de "uma das fases de expansão econômica mais importantes de sua história", com taxa de crescimento de 5% nos últimos anos, o crescimento da região deve ficar, este ano, entre 2% e 2,5%.

MUNDO

TENSÃO VOLTA A SUBIR ENTRE CORÉIA DO SUL E DO NORTE


A Coreia do Norte lançou dois mísseis de curto alcance em direção ao Mar do Japão, de acordo com o Estado-Maior Conjunto sul-coreano. Os mísseis foram lançados das proximidades da cidade de Wonsan, na costa oriental do país, e caíram em águas internacionais; na sexta-feira (27), o Exército norte-coreano disparou três projéteis de curto alcance também em direção ao Mar do Japão; a Coreia do Sul considera os lançamentos um desafio à proibição imposta pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Quem vai indenizar as vítimas do terrorismo da mídia em relação à Copa?


Janio de Freitas, que pertence à esquálida cota de pensamento independente da Folha, nota em seu artigo deste domingo um contraste.

Uma pesquisa mundial do Gallup coloca os brasileiros como um povo essencialmente feliz e otimista. Na imprensa, e em pesquisas dos grandes institutos nacionais, o retrato é o oposto. Somos derrotados, miseráveis, atormentados.

Janio brinca no final dizendo se sentir cansado demais para explicar, ou tentar explicar, tamanha disparidade.

Não é fácil para ele se alongar nas razões, sobretudo porque a Folha é uma das centrais mais ativas de disseminação da visão de um Brasil horroroso.DCM

A idolatria do besteirol sobre a copa e o futebol

Saiu o artigo mais estúpido sobre a Copa e o futebol e não é de quem você está pensando



Saiu o artigo mais estúpido sobre a Copa do Mundo e o futebol. E olha que a concorrência é duríssima (das previsões apocalípticas aos bestialógicos fazendo paralelos entre o torneio e o mundo animal, a morte, a vida etc).

Para chegar ao primeiro posto, a celebridade americana de extrema direita Ann Coulter — advogada, colunista, escritora, apresentadora de TV, loira, alta, uma espécie de Sheherazade alfabetizada –, caprichou na caricatura, na ignorância e na tentativa inútil de fazer graça. O artigo é tão absurdo que você se pergunta se não foi produzido no Coxinheitor, o gerador de textos que junta clichês direitosos.

Não é novidade que protoconservadores americanos odeiam o futebol, considerado uma aberração no chamado “excepcionalismo” dos EUA, coisa de imigrantes, pobres, liberais etc. Mas Coulter, num desespero para chamar a atenção no meio da histeria e do ódio (não é só aqui), se superou. Seria uma peça satírica, não fosse ela mesma uma piada.

“Qualquer interesse no futebol só pode ser um sinal de decadência moral de uma nação”, diz ela, se fingindo chocada com a popularidade da Copa nos EUA.

E então vem um apanhado de lixo pseudosociológico:

A realização individual não é um grande fator no futebol.No futebol, a culpa é dispersa e quase ninguém pontua. Não há heróis, não há perdedores, não há responsabilidade e não se machuca a frágil auto-estima de nenhuma criança.

Todo mundo corre para cima e para baixo do campo e, de vez em quando, uma bola acidentalmente cai dentro do gol. Eu já estou dormindo.

O beisebol e o basquete apresentam uma ameaça constante de desgraça pessoal. No hóquei, há três ou quatro brigas por jogo. Depois de um jogo de futebol, cada jogador recebe uma fita e um suco.

Você não pode usar as mãos no futebol.O que diferencia o homem dos animais menores, além de uma alma, é que temos polegares opositores. Nossas mãos podem segurar as coisas. Aqui está uma ótima idéia: vamos criar um jogo em que você não tem permissão para usá-las!

O futebol é como o sistema métrico, que os liberais também adoram porque é europeu. Naturalmente, o sistema métrico surgiu a partir da Revolução Francesa, durante os breves intervalos quando não estavam cometendo assassinatos em massa na guilhotina.


Graças a Ann Coulter, os artigos de Jabor psicografando Nelson Rodrigues tornaram-se clássicos imediatos.Por Kiko Nogueira

domingo, 29 de junho de 2014

BOM DOMINGO

CHEFÃO DA EDITORA ABRIL ....

"IMPRENSA PECOU FEIO. É A VIDA"


Jornalista José Roberto Guzzo, membro do conselho editorial da Editora Abril e um dos responsáveis pela linha editorial de Veja, que previu estádios prontos apenas em 2038, reconhece a pisada de bola; "É bobagem tentar esconder ou inventar desculpas: muito melhor dizer logo de cara que a imprensa de alcance nacional pecou de novo, e pecou feio, ao prever durante meses seguidos que a Copa de 2014 ia ser um desastre sem limites. O Brasil, coitado, iria se envergonhar até o fim dos tempos com a exibição mundial da inépcia do governo", diz ele; "deu justamente o contrário", lamenta, antes de um conformado "é a vida"; de fato, a Abril perdeu de goleada ao apostar no mau humor. 222

VEJA : DO TERROR ANTI-COPA AO TERRORISMO DA INFLAÇÃO


Derrotada na campanha contra a Copa do Mundo, a publicação abraça uma nova causa perdida e argumenta que o Plano Real, que completa 20 anos nesta segunda, corre o risco de ser destruído por uma inflação galopante; ocorre que o problema da economia brasileira hoje é outro: o desaquecimento, que provocou no último mês a maior deflação já registrada em 11 anos; nessa mesma edição de Veja, o jornalista José Roberto Guzzo admitiu, um tanto contrariado, o fiasco da campanha anti-Copa e alertou que o risco para uma imprensa que erra muito é a perda de leitores; o aviso será ouvido? 132

OCDE :Professor brasileiro é um dos que mais trabalham

No Brasil, docente gasta 25 horas por semana só dando aulas, um porcentual 24% maior do que outros 30 países analisados.


Os professores brasileiros de escolas de ensino fundamental, gastam, em média, 25 horas por semana só com as aulas. O número é superior à média de aproximadamente 30 países, como a Finlândia, Coreia, Estados Unidos, México e Cingapura. Lá, os professores gastam, em média, 19 horas por semana ensinando em sala de aula, ou seja, um porcentual 24% menor. O posição brasileira é inferior apenas à do Chile, onde os professores gastam quase 27 horas em aulas.

O docente brasileiro, contudo, usa até 22% mais de tempo que a média dos demais países em outras atividades da profissão, como correção de "tarefas de casa", aconselhamento e orientação de alunos. Todos os dados são da mais recente Pesquisa Internacional sobre Ensino e Aprendizagem (Talis) divulgada nesta quarta-feira (25) na França.

Junto com o Brasil, não foram apenas países ricos e integrantes da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) - coordenadora da pesquisa - que participaram do estudo. Outras nações emergentes e também países menos desenvolvidos fizeram parte da pesquisa. Polônia, Bulgária, Croácia, Malásia e Romênia fazem parte do conjunto de nações integrantes da edição 2013 da Talis.

Os dados foram obtidos junto a mais de 14 mil professores brasileiros e cerca de 1 mil diretores de 1070 escolas públicas e privadas de todos os estados do País. Os docentes e dirigentes responderam aos questionários da pesquisa, de forma sigilosa, entre os meses de setembro a novembro de 2012. Cada questionário tinha cerca de 40 perguntas.

Em âmbito nacional, o estudo foi coordenado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC). Em 2007, o Brasil também participou da primeira rodada da pesquisa, a Talis 2008, que foi publicada no ano seguinte.OCDE

RANKING dos países que fazem bem ao planeta terra

Brasil é o 49º país que ‘faz bem para o planeta’


No ranking dos países que mais fazem bem ao planeta, o Brasil está na 49ª posição. O estudo que avaliou as contribuições de 125 países para a humanidade se baseia no índice do “Bom País” (Good Country Index, em inglês), criado pelo consultor britânico Simon Anholt, especialista em marketing de nações.

Na primeira edição do levantamento, a Irlanda é o país mais bem colocado o que melhor contribuiu para o bem comum do planeta e o que tiram dele. O termo “bom” é o oposto de egoísta no estudo. Em último lugar ficou a Líbia, que vive um conflito interno.

Entre os dez primeiros colocados estão nove países da Europa Ocidental. Na América Latina, os países melhor avaliados foram Costa Rica (22ª posição), que ficou atrás dos Estados Unidos; Chile (24ª) e Guatemala (29ª). Paraguai (54ª) e Argentina (57ª) ficaram em posições piores do que a do Brasil.

O índice tenta medir o impacto internacional de políticas e ações dos países no mundo, analisando as categorias ciência e tecnologia, cultura, paz e segurança internacional, ordem mundial, planeta e clima, prosperidade e igualdade e saúde.

Números do Brasil no ranking

O Brasil ficou ainda em 123ª posição na categoria prosperidade e igualdade, que foi sua pior colocação; em compensação, obteve a 5ª posição no quesito planeta e clima. Também foi avaliado nos critérios de ordem mundial (37ª); cultura (49ª); saúde (52ª); ciência e tecnologia (75ª); e paz e segurança internacional (83ª). O estudo teve por base dados principalmente de 2010.BBC BRASIL



"FILHOS DA ESPERANÇA"...

CANDIDATO, EDUARDO CRITICA "POLÍTICA RASTEIRA DO MEDO"


Na convenção que oficializou seu nome como candidato a presidente da República, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos voltou a bater duro no governo e, em linha semelhante a adotada pelo PT, disse que os cidadãos têm de ficar alertas às "chantagens" e criticou "política rasteira", a qual, segundo ele, tenta fazer as pessoas acreditarem que os programas de sucesso do governo seriam extintos; contudo, ele garantiu que, se eleito, manterá o que há de positivo para os brasileiros; "As conquistas do passado serão garantidas no nosso governo. Temos que acabar com essa política rasteira do medo e da difamação"12

Paraibano é novo bilionário da Forbes


O empresário paraibano José Janguiê Bezerra Diniz é o novo bilionário a integrar a lista da Revista Forbes, que relaciona os homens mais ricos do mundo. Fundador e principal acionista do Grupo Ser Educacional, Diniz nasceu no município de Santana dos Garrotes, no sertão paraibano, e na infância trabalhou como engraxate.

Conforme a Forbes, o empresário é detentor de uma fortuna estimada em US$ 1,1 bilhão e, segundo o G1, Janguiê Diniz é formado em Direito e em Letras, além de possuir mestrado e doutorado também na área de Direito.

O Grupo Ser Educacional, fundado em Pernambuco, atualmente mantém unidades educacionais na Paraíba, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Piauí, Pará, Rio Grande do Norte e em Sergipe.

sábado, 28 de junho de 2014

DEUS É BRASILEIRO

DE VILÃO A HERÓI, JULIO CESAR DÁ LIÇÃO DE VIDA


Quatro anos atrás, o goleiro brasileiro falhou contra a Holanda e o Brasil foi eliminado da Copa de 2010; depois disso, mergulhou no fundo do poço e ficou até sem clube para jogar; "só Deus e minha família sabem o que eu passei", disse ele; hoje, fez uma defesa milagrosa e pegou dois pênaltis; "minha história na seleção ainda não acabou", afirmou ao fim do jogo, com os olhos cheios d´água; "ainda faltam três degraus"; Brasil tem uma nova unanimidade: Julio Cesar; reveja os pênaltis defendidos por ele.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

JN: MAU HUMOR COM COPA ERA COISA DE ESTRANGEIROS


Editor-chefe e âncora do principal jornal da TV Globo, William Bonner, atribui à imprensa internacional a publicação de "críticas ácidas" sobre a Copa do Mundo no Brasil; e agora, como "muitos problemas previstos não se confirmaram", com diz a correspondente em Nova York Elaine Bast, aos poucos, os jornais e revistas de outros países noticiam o "clima festivo" do Mundial; o que não fica claro na reportagem do Jornal Nacional, porém, é que o clima negativo também teve como referência a imprensa brasileira, que mostrou forte mau humor ao divulgar o assunto; vemos que "não era para tanto", como diz o jornal espanhol El País.102

HAPPY HOUR

Bar e Restaurante Mormaço - Belém do Pará

Pensamento da sexta:



Nosso Som:










PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

DILMA SANCIONA PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO SEM VETOS


A presidenta Dilma Rousseff sancionou, sem vetos, o Plano Nacional de Educação (PNE). O plano tramitou por quase quatro anos no Congresso até a aprovação e estabelece 20 metas para serem cumpridas ao longo dos próximos dez anos. As metas vão desde a educação infantil até o ensino superior, passam pela gestão e pelo financiamento do setor e pela formação dos profissionais. O texto sancionado pela presidenta será publicado em edição extra do Diário Oficial da União de hoje (26).

O PNE estabelece meta mínima de investimento em educação de 7% do Produto Interno Bruto (PIB) no quinto ano de vigência e de 10% no décimo ano. Atualmente, são investidos 6,4% do PIB, segundo o Ministério da Educação.

O ministro da pasta, Henrique Paim, disse que está contando com os recursos dos royalties do petróleo e do Fundo Social do pré-sal para cumprir as metas estabelecidas, mas reconheceu que o governo terá que fazer um grande esforço. "Como temos dez anos, precisamos fazer uma grande discussão, verificar exatamente as fontes que nós temos e ver no que é preciso avançar. É óbvio que a União terá que fazer um grande esforço, mas sabemos também que os estados e municípios terão que fazer também um grande esforço, um esforço conjunto tanto no cumprimento das metas como no financiamento", disse hoje (26) em entrevista coletiva sobre a sanção do PNE.

Um ponto que desagradou o governo durante as discussões no Congresso e que foi mantido no texto foi a obrigatoriedade de a União complementar recursos de estados e municípios, se estes não investirem o suficiente para cumprir padrões de qualidade determinados no Custo Aluno Qualidade (CAQ). Sobre o CAQ, o ministro ponderou que primeiro será preciso fazer um grande debate com a participação de governo, estados, municípios e entidades da área de educação para definir como calcular o índice.

Entidades que atuam no setor educacional reivindicavam o veto de dois trechos do PNE. Em carta à presidenta Dilma Rousseff, pediram que fosse excluída a bonificação às escolas que melhorarem o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e a destinação de parte dos 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para programas desenvolvidos em parceria com instituições privadas.

Com a possibilidade de destinação dos recursos também para parcerias com instituições privadas, entram na conta programas como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Programa Universidade para Todos (ProUni). O texto originalmente aprovado pela Câmara previa que a parcela do PIB fosse destinada apenas para a educação pública.

O ministro defendeu esse ponto e disse que, se não houver parceria com instituições privadas, será difícil avançar. Paim acrescentou que é também uma forma de garantir gratuidade a todos. "São recursos públicos investidos e devemos ter garantia de acesso a todos. Se forneço ProUni, Fies e Ciência sem Fronteiras - ações que tem subsídio ou gratuidade envolvidos - então, estamos gerando oportunidades educacionais", disse.

Além do financiamento, o plano assegura a formação, remuneração e carreira dos professores, consideradas questões centrais para o cumprimento das demais metas. Pelo texto, até o sexto ano de vigência, os salários dos professores da educação básica deverá ser equiparado ao rendimento médio dos demais profissionais com escolaridade equivalente. Além disso, em dez anos, 50% desses professores deverão ter pós-graduação. Todos deverão ter acesso à formação continuada.

O texto ainda institui avaliações a cada dois anos para acompanhamento da implementação das metas dos PNE. O ministro Paim, disse que o MEC vai anunciar, em breve, um sistema para acompanhamento do plano e também de medidas para dar suporte aos estados e municípios na construção dos planos de educação.Ag. Brasil

COPA 2014 : Uma Copa a brasileira

COPA ENCERRA 1ª FASE COM GANHOS INCONTÁVEIS AO PAÍS


Das 32 delegações que chegaram arrastando 600 mil torcedores, 19 mil profissionais de mídia e uma audiência global de 3,6 bilhões de espectadores, em 186 países, 16 vão embora agora; valeu!; comercial e politicamente, o final da primeira fase tem como grande vitorioso o Brasil; recepção popular aos estrangeiros abre correntes de turismo, eleva patamar da hotelaria e dá lucros à indústria, comércio e serviços; em imagem positiva, pagamento dos estimados 1 milhão e 500 mil minutos de exposição nas tevês do mundo custaria trilhões de dólares; no que se pode contar, de Pelé à Adidas, passando pela brasileira Tramontina e os anônimos antenistas do bombado setor eletro-eletrônico, a Copa no Brasil dá lucro para todos; a começar pela Fifa, é claro; no campo político, 22 chefes de Estado confirmaram presença na grande final ao lado da presidente Dilma Rousseff; até David Beckham, um dos garotos propaganda mais caros do planeta, fez publicidade gratuita da Amazônia; é pouco? 57

O SUPREMO SEM BARBOSA

Agora, o desafio é reconstruir a credibilidade

É o início da era pós-JB no STF, e recuperar a credibilidade será um desafio de anos.

Sob Barbosa, o Supremo politizou de tal forma a justiça que você sabia o voto de cada um dos juízes muito antes que fosse proferido.

A reconstrução do STF terá que se dar também nos detalhes. Que sentido faz, por exemplo, o palavreado pomposo, solene, muitas vezes indecifrável e ridículo dos juízes?

Eles têm que se expressar num português compreensível para todos. Nas sociedades mais avançadas, não se admite que um juiz use uma linguagem que não seja entendida pela voz rouca das ruas.

A agenda é portentosa. É necessário que surjam inovadores entre as lideranças jurídicas brasileiras para que seja feito o trabalho imperioso de modernização.

Por ora, a prioridade é, naturalmente, a reconstrução do STF. O atual sistema de indicação se revelou um formidável fracasso: basta olhar para uma indicação de FHC, Gilmar Mendes, e outra de Lula, Joaquim Barbosa. Está claro que é preciso achar um novo jeito de nomear juízes.

O mais sensato é examinar quais são as melhores práticas internacionais. Pior que a brasileira provavelmente não há.No curto prazo a questão é restaurar as ruínas deixadas por Barbosa.

No curto prazo a questão é restaurar as ruínas deixadas por Barbosa.As primeiras decisões depois de JB geram sentimentos ambíguos.No caso de Dirceu, a mensagem é boa. Barbosa vinha sendo absurdamente injusto com Dirceu ao não lhe permitir o trabalho fora da Papuda.Isso foi corrigido,Os 9 votos a 1 mostram quanto era precária a argumentação de Barbosa.

No caso de Genoino, ao qual foi negada a prisão domiciliar, a mensagem é confusa. Ficou a sensação de que alguns juízes temeram que favorecer num mesmo dia Dirceu e Genoino seria demais. Poderia ganhar força a imagem de um Supremo “petista”.

Sob essa ótica, o que se viu foram votos menos técnicos e mais de conveniência, para infortúnio de Genoino.Barroso, o relator, alegou “isonomia”. Outros presos na mesma situação de Genoino estariam sendo injustiçados.

A melhor resposta a esta estranha tese veio de Miruna, a filha de Genoino. Numa carta ao pai, escrita no fragor da sentença, ela notou: “Que mundo é esse, meu Deus, em que as pessoas querem igualar a injustiça e não a justiça?”

Num português claro, simples, sem magníficas pomposidades, Miruna disse numa frase mais que todos os juízes.

É uma prova a mais de como será longa a jornada para a construção de uma justiça à altura do que o Brasil merece.Paulo Nogueira

OLHA QUEM ESTÁ FALANDO...

SUCESSO DA COPA FAZ RONALDO MUDAR DISCURSO


Depois de se declarar "envergonhado" com os atrasos no Mundial, ex-jogador Ronaldo recuou de críticas à Copa; em coletiva nesta quinta (26), ele disse que não criticou a organização do evento; "Não critiquei a organização da Copa, até porque eu faço parte dela. Disse que poderia ser muito melhor se todas as obras, de mobilidade urbana, tivessem sido entregues. A minha crítica foi naquele momento sobre as obras que foram prometidas e não entregues", justificou; ele se disse surpreso com a forma como a população recebeu a Copa: "A população mais uma vez nos surpreendeu positivamente. Vivíamos um clima muito tenso, com a população muito descontente. Começou a Copa, e agora estamos vivendo um sonho" 130

A VERDADEIRA MARINA

REDE, DE MARINA, DIZ QUE TEM "DATA PARA DEIXAR PSB"


Rede Sustentabilidade, grupo da ex-senadora Marina Silva, hoje filiada ao PSB, afirmou, em nota nesta quinta (26), que as duas siglas "seguem alinhadas aos princípios de sua aliança programática-eleitoral", mas frisou que "a filiação transitória democrática permite que, tão logo a Rede obtenha seu registro na Justiça Eleitoral, o que deve ocorrer nos próximos meses, seus militantes formalmente vinculados ao PSB poderão se transferir para a legenda de origem sem o risco de qualquer tipo de sanção partidária"; Marina também avisa que sua participação em campanhas estaduais será restrita.12

Governo brasileiro lança site para reclamações


O governo apresenta nesta sexta-feira, 27, uma ofensiva para transferir as queixas mais frequentes dos consumidores das filas dos Procons para um site. Técnicos da Secretaria de Defesa do Consumidor elaboraram um espaço virtual de intermediação de conflitos entre fornecedores e compradores, que já está em funcionamento na rede.

A partir de um cadastro com dados pessoais no endereço www consumidor.gov.br, o usuário poderá descrever sua reclamação num espaço de até 3.000 caracteres. A empresa terá dez dias para responder à queixa. O usuário, então, dará uma nota de 1 a 5 para o atendimento. À exceção de números de documentos de identidade, todos os dados do diálogo ficarão na internet para avaliação pública.


A plataforma de informações também permitirá uma série de indicadores e rankings positivos e negativos de empresas, que o governo promete manter online. Os maiores bancos (campeões absolutos de queixas), operadoras de telefonia fixa e móvel (vice-campeãs), lojas de varejo, companhias aéreas e outros fornecedores de serviços aderiram ao projeto.

Num primeiro momento, o site atende consumidores do Distrito Federal e de 11 Estados, incluindo Rio e São Paulo, que representam 62% da população. A partir de 1º de setembro, o serviço terá cobertura nacional. Uma portaria que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deverá assinar amanhã, em Brasília, oficializa o novo site. A portaria será publicada na segunda-feira, no Diário Oficial da União. Até o dia 5 de julho, início do período eleitoral, o governo divulgará campanhas para popularizar a plataforma.

A meta da Secretaria Nacional do Consumidor é permitir que as 800 lojas de Procons espalhadas pelo País tenham mais rapidez para atrair casos, por exemplo, de clientes de planos de saúde, que em situações de emergência preferem buscar liminares na Justiça. Por outro lado, o novo site poderá ser uma alternativa para problemas diários que costumam não ser levados ao Procon. Na ficha de reclamação no site, clientes poderão, por exemplo, descrever seus problemas com a conexão da internet, a empresa de TV a cabo ou a falta de cobertura do celular.Estadão

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Mc - FELIZ

Suárez é suspenso por nove jogos e está fora da Copa


Atacante do Uruguai também está banido pela Fifa de qualquer atividade ligada ao futebol por quatro meses, contado a partir do jogo da Celeste contra a Colômbia, pelas oitavas de final da Copa; esse foi o preço pago pela mordida que o jogador deu no zagueiro italiano Giorgio Chiellini, na vitória por 1 a 0 contra a Azzurra, que classificou o Uruguai para a segunda fase do Mundial.

Dilma anuncia mais 100 mil bolsas para programa


Em nova etapa, o Programa Ciência sem Fronteiras deve oferecer mais 100 mil bolsas em instituições de ensino estrangeiras, de 2015 a 2018, de acordo com anúncio, hoje (25), da presidenta Dilma Rousseff. Lançado em 2011, o programa tinha por meta a concessão de 101 mil bolsas - 75 mil bancadas pelo setor público e 36 mil por empresas. Até o momento foram efetivadas 83.174 bolsas. De acordo com Dilma, a meta será cumprida com as chamadas que serão lançadas em setembro deste ano. Hoje, foram assinadas 5,2 mil bolsas por empresas, das quais 5 mil pela Petrobras.

"Cada vez mais esse programa vai ter uma interface com todos os demais programas de formação educacional e produção científica e tecnológica do Brasil. Foi feito para garantir ao Brasil condições de gerar, aqui, inovação", disse.

Ela destacou a importância do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no contexto do programa, uma vez que para participar do Ciência sem Fronteiras é preciso tirar no mínimo 600 pontos no exame. "Essa é uma das portas dos caminhos abertos pelo Enem", ressaltou. Para participar, é preciso também proficiência em uma segunda língua.

O ministro da Educação, Henrique Paim, apresentou um balanço do programa, e disse que do total de bolsas ofertadas, 52% são nos diferentes ramos de engenharia. "É um avanço para o país, que muitas vezes não consegue avançar nessas áreas". O programa é desenvolvido pelo Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. O MEC distribui 65% das bolsas, via seleções da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Paim também destacou a contribuição dos pesquisadores estrangeiros ao Brasil. "A vinda dos estudantes do exterior nos mostrou que temos que avaliar e refletir em torno do nosso ensino superior. Eles dão ênfase à parte prática, e este é um esforço que estamos fazendo".

O objetivo do programa é promover a mobilidade internacional de estudantes e pesquisadores, e incentivar a visita de jovens pesquisadores altamente qualificados e professores seniors ao Brasil. O Ciência sem Fronteiras oferece bolsas, prioritariamente, nas áreas de ciências exatas, matemática, química e biologia, engenharias, áreas tecnológicas e da saúde.Ag. Brasil

RACISMO

“No Brasil, achamos que negros são inerentemente inferiores”, diz autor de tese em Harvard


Publicado originalmente no Unisinos.



Adilson José Moreira, professor de Direito na Fundação Getúlio Vargas apresentou, no ano passado, sua tese no doutorado de Direito de Harvard Law School sobre a questão racial no Brasil. Sua conclusão acadêmica vai direto ao ponto. “O racismo é um sistema de dominação social e o seu objetivo sempre foi o mesmo: garantir a hegemonia do grupo racial dominante”, disse, durante entrevista concedida ao EL PAÍS. “No Brasil, nós desenvolvemos essa ideia de um racismo recreativo”, diz ele, ao falar sobre os casos de preconceito racial no futebol, por exemplo.

Sua tese expõe um país dominado pela hegemonia branca, cheio de preconceitos e muito longe de uma real igualdade racial, embora haja esforços para mudar o quadro. “A percepção é de que o país tem progredido, em função de várias políticas que promoveram a distribuição de renda, como o Bolsa Família, mas essas políticas ainda não conseguiram promover a inclusão social da mulher negra”, explica. Para Moreira, a justiça racial está diretamente ligada à justiça de gênero. “Sem isso nós nunca vamos conseguir chegar à justiça racial”.

Google expande sistema Android para tv, carro e relógio


O Google anunciou nesta quarta-feira, 25, uma série de novidades que ampliam sua presença para além de tablets e smartphones. Na conferência anual de desenvolvedores, Google I/O, que vai até amanhã, em São Francisco, nos Estados Unidos, a empresa mostrou na prática como levará seu sistema operacional Android, hoje com 1 bilhão de usuários, para carros, TVs, relógios e outros produtos vestíveis.

O evento é a principal forma de atrair desenvolvedores para criar aplicativos para o Android e garantir que o sistema operacional continue na liderança do mercado. Gigantes como Apple e Samsung competem com o Google para criar a próxima era da tecnologia, marcada por uma forte presença em dispositivos móveis e pela conectividade em todos os produtos - a chamada internet das coisas.

Para atrair mais desenvolvedores, esse ano o Google criou pela primeira vez versões locais da conferência: o Google I/O Extended. São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre foram algumas das cidades brasileiras escolhidas para sediar esses eventos.

A abertura durou três horas e começou com o vice-presidente sênior do Google para Android, Chrome e Google Apps, Sundar Pichai, anunciando a iniciativa Android One, por meio da qual o Google fará parcerias com fabricantes para desenvolver smartphones de baixo custo para mercados emergentes.

Como exemplo, Pichai mostrou um aparelho da empresa indiana Micromax, que comporta dois chips, tem 4,5 polegadas, rádio FM e custa menos de US$ 100. Karbon e Spice são as outras duas empresas parceiras do Google na primeira fase do Android One, que chegará à Índia até o fim do ano, para depois ser levado a outros mercados, como o Brasil. "A meta é oferecer escala e alta qualidade visando o próximo bilhão de usuários", afirmou Pichai.estadão

quarta-feira, 25 de junho de 2014

BARBOSA : O maior derrotado

STF GOLEIA BARBOSA E LIBERA TRABALHO A DIRCEU: 9 X 1


Julgamento encerrado; Supremo decide por 9 votos a 1 que ex-presidente do PT José Dirceu tem direito a trabalho externo, em razão de ter sido condenado em regime semiaberto; plenário joga no lixo da história decisão autocrática do presidente demissionário da corte, Joaquim Barbosa, que negou direito a ele; votação poderia ter sido 10 a 0, porque decano Celso de Melo concordou com a tese defendida pelo relator Luiiz Roberto Barroso, mas manifestou divergência; sob a presidência de Ricardo Lewandowski - Barbosa não se deu ao trabalho de ir ao plenário defender sua posição -, corte concedeu ao relator Barroso a decisão sobre os pedidos de trabalho dos demais condenados, entre eles ex-tesoureiro Delúbio Soares e ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha; Estado de Direito resgatado de maneira inequívoca.139

Mensagem do dia

DILMA : Mais Empregos

DILMA CHEGA A 5 MILHÕES DE NOVOS EMPREGOS DESDE 2011


Com o resultado de maio, quando foram gerados pouco mais de 58 mil postos de trabalho, segundo dados do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta terça-feira, geração de empregos formais durante o governo da presidente Dilma Rousseff supera a marca de 5 milhões; entre janeiro de 2011 e maio de 2014, houve crescimento de 11,47% na criação de vagas, alcançando 5.052.710 empregos com carteira assinada, média mensal de 123.237; ministro do Trabalho, Manoel Dias destacou a trajetória positiva do Brasil no cenário mundial: "Mesmo com a falta de empregos no mundo, o Brasil continua sua trajetória positiva de geração de postos de trabalho" 35

Governo lançará Fies da pós-graduação no 2º semestre


O governo federal vai anunciar no segundo semestre a abertura de crédito educativo para 25 mil alunos de mestrado e doutorado em faculdades particulares. O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) da pós, projeto que ganhou força nos debates internos do Ministério da Educação (MEC) nos dois últimos anos, é uma das apostas para ampliar o acesso, como ocorreu na graduação.

"O lançamento ocorrerá em breve, nos próximos meses. Será um sucesso, pois atenderá à grande demanda das instituições não públicas, além de reduzir a inadimplência", aposta Jorge Guimarães, presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes), órgão ligado ao MEC. Alunos de faculdades particulares já têm direito às bolsas da Capes, hoje de R$ 1,5 mil no mestrado e R$ 2,2 mil no doutorado.

Reivindicação antiga, o programa terá regras iguais às da graduação, com financiamento parcial e integral e início do pagamento do empréstimo um ano e meio após a formatura. O crédito valerá para cursos avaliados pela Capes, como mestrados e doutorados, e não inclui especializações ou MBAs (Master Business in Administration). Embora a lei já previsse Fies na pós, isso não ocorreu na prática. Desde 2010, quando o Fies mudou regras de contratação e baixou os juros, são mais de 1,5 milhão de financiamentos.

Críticas - Uma das principais críticas ao Fies é a baixa qualidade de parte dos cursos financiados. Para Guimarães, o risco é menor na pós. "A garantia é a avaliação da Capes, que é reconhecida e existe desde 1974", explica. "Na graduação, o processo avaliativo é recente e mais difícil." Poderão participar mestrados e doutorados com nota igual ou superior a 3 (o máximo é 7).

Segundo a presidente da Associação Nacional de Pós-Graduandos, Tamara Naiz, a diversidade de mestrandos e doutorandos crescerá no País, com alunos mais velhos e que trabalham. "Mas a prioridade é expandir pela via pública, com universalização de bolsas", diz. O MEC já sinalizou que pretende estender o Fies ao ensino a distância, mas ainda não há previsão para a inclusão.Estadão

NA CIDADE UNIVERSITÁRIA II


OS BALAIOS DO PODER

Como já dito aqui,junho chega ao fim e com ele
o primeiro ano do segundo mandato de Carlos Edilson II






Então como ficam os consagrados em verso e prosa...
Balaios do poder?...Nesses balaios,segundo os relatos
encontra-se uma verdadeira dança de vampiros do poder...
valendo até para uma conhecida patinadora a tentativa
de uma milagreira plástica como se coisa feia tivesse
jeito.




Dizem que neste desfile temos de tudo...De rainha dos PAD
( Processo Administrativo Disciplinar)...À dirigentes devidamente
condenado pelo TCU sem esquecer das Messalinas,patinadoras que
evoluíram no consorte do Nepotismo desenfreado...Ao ponto de levar
um simples recebedor de correspondência a braço direito do juridico.

Até onde isso vai?...Sabe Deus!...Afinal de contas Luiz XIV é de fato
o detentor de todas as respostas.





SARNEY : Um histórico de ambivalência politica

SARNEY DEIXA MARCA DA AMBIVALÊNCIA NA POLÍTICA


Senador que anunciou aposentadoria da disputa de eleições já teve o País inteiro ao seu lado como 'fiscal do Sarney', nos tempos do Plano Cruzado, em 1985, e foi perseguido nacionalmente pela hashtag#forasarney, em 2009; chefe de clã político conservador no Maranhão, ele foi o fiador civil na transição da ditadura militar para a democracia; mesmo com a imagem chamuscada no plano nacional, ainda é um dos políticos mais articulados, à direita e à esquerda, nos bastidores de Brasília; aos 84 anos de idade e quase 60 de atividade política, José Sarney começa a encerrar a carreira política mais longa já vivida no Brasil nas mesmas bases de sua trajetória: ame-o ou deixe-o.46

terça-feira, 24 de junho de 2014

Mensagem do dia.

NA CIDADE UNIVERSITÁRIA I


OS HUMORES DO PODER

Junho o mês de santos comemorativos,como Santo Antônio,
São João e São Pedro...Não poderíamos deixar também de lembrar
que na Corte do Rei existe como sem igual,os santos que de santo
não tem nada...Exemplo:São Cacete,São Cabeçudinho,São Manteiga,
Santa Piriquita,São Mofo e tantos outros...Claro estes são oriundos
da crendice popular.


Há única coisa concreta ...é que finda esta semana o primeiro
ano do segundo mandato de Carlos Edilson II, conhecido entre
seus comensais como Luiz XIV e que segundo relatos dos sudidos,
já não esta tão bem na foto assim...apesar de seus xerimbabos dizer
o contrário.


O fato é que não sabemos na verdade a extensão até a presente data
do então “PARA FAZER AINDA MELHOR”...Institucionalmente falando
no seio deste coletivo acadêmico neste segundo mandato.



'BLACK BLOCS'...TERRORISTAS URBANOS

MINISTRO REVELA ENCONTRO 'TENSO' COM 'BLACK BLOCS'


Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, revelou tentativa de diálogo do governo com mascarados que tem gerado violência e depredações em protestos de rua; conversa terminou sem acordo e teve episódio de hostilidade: um manifestante chegou a jogar um rolo de papel higiênico e dizer: "isso aqui é o ingresso de vocês para a Copa"; mesmo assim, ministro garante que foi importante conversar com eles.29

MAIS UM BABACA TELEVISIVO

Comentarista do SporTV provoca revolta com ofensa ao Nordeste


Durante o programa “Extraordinários” do canal a cabo SporTV, o jornalista Eduardo Bueno, conhecido como Peninha, chamou a região Nordeste de “aquela bosta" enquanto falava da produção açucareira dos holandeses na região; no Twitter e no Facebook, internautas pedem sua demissão e até uma ação criminal contra ele.48

SARNEY : "É HORA DE PARAR"

SARNEY NÃO DISPUTARÁ MAIS ELEIÇÕES: "É HORA DE PARAR"


Após 60 anos de carreira política, em que tornou-se presidente da República, duas vezes governador do Maranhão e três vezes presidente do Senado, José Sarney anunciou nesta segunda-feira 23 que não disputará mais eleições; "Essa decisão já estava tomada, comuniquei isso ao meu partido na semana passada. Entendo que é chegada a hora de parar um pouco com esse ritmo de vida pública, que afastou-me muito do convívio familiar", registrou texto divulgado por sua assessoria; vaiado em evento do Minha Casa, Minha Vida em Macapá, nota à imprensa afirmou que ato "era esperado pela própria mobilização feita com esse propósito"; "Lá mesmo muita pessoas aplaudiram, espontaneamente, a minha presença e a ajuda que tenho dado ao Brasil e ao Estado", lembrou ex-presidente.

Epidemia de ebola

Epidemia de ebola na África Ocidental está “fora de controle”


Organização não governamental Médicos sem Fronteiras (MSF) alertou nesta segunda (23) que a epidemia de ebola na República da Guiné, em Serra Leoa e na Libéria está “fora de controle”, pelo que é necessário uma mobilização maciça de recursos; em comunicado, a MSF recorda que foram identificados doentes em mais de 60 locais dos três países da África Ocidental infectados, o que torna muito difícil localizar e tratar essas vítimas para deter o surto.

'LE MONDE' CHAMA COPA DE "MILAGRE BRASILEIRO"


Com uma ponta de ironia, jornal francês se rende à mudança de humor da mídia internacional sobre a Copa no Brasil; sob o título "A improvisação à brasileira se revela à altura do torneio",publicação lembra a falta do hino “La Marseillaise” na estreia da seleção da França em Porto Alegre e diz que “o Brasil organiza um Mundial a sua maneira, desordenado e simpático, despreocupado e acolhedor”

segunda-feira, 23 de junho de 2014

O GOVERNO E O PT

CARVALHO CONDENA 'ILUSÃO DO PT DE QUE ESTÁ TUDO BEM'


Após contrariar a cúpula do PT por ter dito que os xingamentos contra a presidente Dilma Rousseff no Itaquerão não vieram só da 'elite branca', ministro Gilberto Carvalho volta a reafirmar que o PT está errado no seu diagnóstico sobre a insatisfação com o governo; "E quando você não tem um bom diagnóstico, não tem um bom remédio", diz; na primeira declaração, deputado José Guimarães (CE) chegou a dizer que Carvalho "está meio fora da casinha"; mesmo assim, ele nega que tenha levado "puxão de orelha" do partido: "Prefiro ser criticado de sincericídio do que me omitir" 122