sexta-feira, 28 de julho de 2017

ECONOMIA - FMI prevê crescimento de 0,3% na economia brasileira

O relatório ressaltou como ponto positivo a 'forte queda' da inflação (Foto: Pixabay)

Na segunda-feira, 24, o Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou o relatório de atualização de projeções durante evento em Kuala Lampur, na Malásia. Segundo as projeções do órgão, a economia brasileira deve crescer 0,3% este ano, um dos menores percentuais entre os principais mercados do mundo.

Em abril, o relatório “Perspectivas da Economia Mundial” previa que em 2018 a expansão seria de 1,7%. Agora esta projeção foi diminuída para 1,3%, por conta da crise política e da fraca demanda doméstica. Em compensação, a estimativa para 2017 subiu de 0,2%, no relatório de abril, para 0,3%, no relatório deste mês, já que os números do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre surpreenderam positivamente.

O relatório ressaltou como ponto positivo a “forte queda” da inflação. Além disso, apesar da desvalorização do real após a delação da JBS, os fluxos de capital internacional continuam aportando no Brasil e em outros mercados emergentes.

O FMI também destacou que o fim da recessão no Brasil e na Argentina deve ajudar a América Latina a registrar crescimento positivo. Em 2016, houve uma contração de 1% na região. Agora, a expectativa é que o PIB da região, em 2017, cresça 1% e que, em 2018, cresça 1,9%.

Efeitos do Brexit afetam Reino Unido

No panorama global, uma nação que merece destaque é o Reino Unido. A economia do país cresceu apenas 0,2% no primeiro trimestre de 2017. Este foi o crescimento mais lento de economia avançada do mundo.

Diante dos fracos resultados dos últimos meses, o FMI diminuiu a projeção econômica do país para este ano. A previsão de crescimento, que era de 2%, agora passou para 1,7%. Aparentemente, a saída do Reino Unido da União Europeia já indica resultados negativos.Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário