quinta-feira, 27 de abril de 2017

ANTIBIÓTICOS - Penicilina altera comportamento de filhotes de camundongos

A pesquisa mostrou que o uso dos antibióticos afetou o desenvolvimento do cérebro e influenciou na sociabilidade dos animais (Foto: Wikimedia)

A simbiose entre os seres humanos e a flora intestinal é complexa. As bactérias regulam o intestino, ajudam a digestão, protegem o sistema imunológico e produzem vitaminas, como a biotina e a vitamina K. Porém, alguns microrganismos causam obesidade, desnutrição e infecções. E experimentos em camundongos que tiveram seu sistema bacteriológico alterado por altas doses de antibióticos mostraram que a ausência de flora intestinal afeta o desenvolvimento do cérebro e influencia a sociabilidade.

Agora, no artigo recém-publicado na revista científica Nature Communications Sophie Leclercq e seus colegas da Universidade McMaster, em Hamilton, Ontário, descreveram um novo experimento realizado com fêmeas de ratos grávidas.

Uma semana antes de darem à luz e três semanas após o parto algumas fêmeas beberam água misturada com uma dose não muito forte de penicilina. Um segundo grupo bebeu água com penicilina e uma bactéria chamada Lactobacillus rhamnosus, que altera o comportamento do hospedeiro. Já um terceiro grupo não teve a água adulterada. Vinte e cinco filhotes nasceram de mães do primeiro grupo, 19 do segundo e 28 do terceiro.

Seis semanas depois do nascimento, os pesquisadores testaram a sociabilidade dos filhotes colocando-os, um de cada vez, durante dez minutos, em um pequeno túnel em forma de Y com duas câmaras nas extremidades. Uma câmara continha outro camundongo do mesmo sexo preso em uma gaiola. Na outra câmara a gaiola estava vazia.

Os filhotes cujas mães foram medicadas com penicilina preferiram ficar sozinhos, ao contrário dos filhotes mais sociáveis e submissos de mães que não haviam bebido água adulterada. Por sua vez, os machos expostos à penicilina e à bactéria Lactobacillus ficaram mais agressivos. A pesquisa mostrou que a alteração da flora intestinal provocada pelo antibiótico e a bactéria influenciou o comportamento dos animais.The Economist

Nenhum comentário:

Postar um comentário