terça-feira, 18 de abril de 2017

CÓDIGO DE VESTIMENTA / 1° MUNDO

Província do Canadá proíbe obrigatoriedade de salto alto no trabalho

Uso do salto alto por tempo prolongado gera vários danos à saúde (Foto: Pixabay)

O governo da província Columbia Britânica, no Canadá, alterou a legislação para impedir que empregadores obriguem mulheres a usarem salto alto no trabalho.

O deputado do Partido Verde da província, Andrew Weaver, apresentou um projeto de lei em março para impedir que as mulheres fossem obrigadas a usar salto alto no trabalho. O governo, em vez de aceitar o projeto de Weaver, alterou a Lei de Compensação de Trabalhadores de 1996, que não mencionava saltos altos.

“Em alguns locais de trabalho na nossa província, as mulheres são obrigadas a usar salto altos em seus empregos. Como a maioria dos que moram na província, nosso governo acha que isso é errado. É por isso que estamos mudando a regra para impedir essa prática insegura e discriminatória”, disse a premier da província, Christy Clark.

Segundo Clark, um código de vestimenta que exige uso de salto alto “ é uma questão de saúde e segurança do trabalho”. “Há o risco de dano físico ao escorregar ou cair, assim como a possibilidade de danificar o pé, as pernas e as costas por usar o salto alto no trabalho por tempo prolongado.”

Além dos danos, que as mulheres brasileiras também conhecem, é preciso levar em conta que neva no Canadá. Em temperaturas mais baixas, camadas de gelo deixam o chão completamente escorregadio até para sapatos normais. Em maio de 2015, um grupo de mulheres foi barrado de assistir um filme no Festival de Cannes, na França, por não estarem de salto alto.The Guardian

Nenhum comentário:

Postar um comentário