terça-feira, 25 de abril de 2017

BELÉM - 54% da população de Belém está acima do peso

(Foto: Agência Brasil)

Uma recente pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde constatou que mais de 54% dos belemenses estão acima do peso, e reiterou o crescimento de outras doenças associadas à obesidade, como o diabetes e a hipertensão. Esse preocupante quadro acaba refletindo na saúde e comportamento do morador de Belém: só nos dois primeiros meses do ano, cerca de 100 cirurgias bariátricas foram realizadas na capital parense, só no hospital estadual Jean Bitar.

Segundo dados do hospital, cerca de outros 400 pacientes ainda aguardam para serem submetidos à cirurgia, que reduz o tamanho do estômago. Além de perder perso, o procedimento diminui as chances do paciente ter outras doenças ligadas à essa condição, como diabetes e hipertensão. Os dados do MS mostram que mais da metade da população brasileira está acima do peso (54,4%), enquanto 18,9% já são obesos. O diabetes, que em 2006 atingia 5,5% da população do País, no ano passado já alcançava 8,9%. O mesmo ocorreu com o percentual de hipertensos, que onze anos trás correspondia a 22,5% dos brasileiros e atualmente chega a 25,7%.

Por outro lado, observou-se que os brasileiros estão praticando mais atividade física em seus momentos de lazer e buscando uma alimentação mais saudável, com mais ingestão de frutas e hortaliças e menos de refrigerante e sucos artificiais.

A Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) é uma pesquisa realizada anualmente pelo MS, desde 2006, por meio de entrevistas telefônicas com pessoas maiores de 18 anos, em todas as capitais brasileiras, para investigação da prevalência de doenças crônicas e seus fatores de risco e proteção. Os dados de 2016 foram liberados neste mês de abril.Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário