sexta-feira, 25 de agosto de 2017

EUA POLÍTICA

Hillary chama Trump de "asqueroso" em novo livro de memórias

EFE/Jim Lo Scalzo

A ex-candidata democrata Hillary Clinton chamou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que a venceu nas últimas eleições do país, de "asqueroso" em um livro de memórias que conta a campanha presidencial de 2016.

O programa "Morning Joe", da emissora "MSNBC", divulgou nesta quarta-feira trechos da versão em áudio do livro, lidos pela própria ex-secretária de Estado. Um deles cita um incidente ocorrido em um dos debates entre os dois.

"Foi incrivelmente incômodo. Ele estava literalmente respirando no meu pescoço. Minha pele arrepiou. Foi um dos momentos nos quais você deseja apertar o botão de pausa e perguntar a todos que estão olhando: 'bom, o que vocês fariam?'", indicou Hillary no livro, intitulado "What Happened?" (O que ocorreu?).

"Você se mantém calma, segue sorrido e continua como se não estivessem invadindo de maneira repetida seu espaço? Ou você se vira, olha nos olhos e diz alto e claro: sai para lá, asqueroso. Se afaste de mim. Já sei que você se encanta em intimidar as mulheres, mas não pode me intimidar", continua a ex-primeira-dama.

Hillary se referia dessa forma a um dos momentos mais comentados do segundo debate presidencial, quando Trump se aproximou em várias ocasiões da adversária. Quando ela respondia às intervenções do republicano, o agora presidente se posicionava nas costas da democrata.

Durante a campanha, um antigo vídeo no qual Trump se vangloriava de se aproveitar de sua riqueza e status social para assediar sexualmente várias mulheres foi divulgado pela imprensa.

O novo livro da democrata, que indicou que as memórias são uma tentativa de esclarecer a fracassada tentativa de chegar à presidência, será publicado no próximo dia 12 de setembro.EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário