sexta-feira, 25 de agosto de 2017

ÍNDIA PNEUMONIA

Médicos Sem Fronteiras denuncia monopólio em vacina contra Pneumonia na Índia


A organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) denunciou nesta quarta-feira que o monopólio de uma farmacêutica na Índia, que recebeu a patente do medicamento, encarecerá o custo do produto no país, onde outras companhias a ofertavam a um preço mais reduzido.

“A concessão desta patente impediria a outros fabricantes indianos a fornecer esta vacina aos que mais precisam. (…) Novas empresas necessitam entrar no mercado para fornecer esta vacina por um preço muito mais abaixo que os que a Pfizer cobra”, disse a Efe a porta-voz da ONG no país asiático, Shailly Gupta.

A farmacêutica anunciou nesta terça-feira que comercializará a vacina Prevnar13 (PCV13), fornecida em três doses, por nove dólares durante um período de três anos.

“Um produtor de vacinas na Índia já anunciou que poderia fornecê-las por seis dólares às organizações humanitárias e aos programas de saúde pública”, indicou Gupta.

A vacina Prevnar13 protege crianças contra 13 tipos de bactérias pneumocócicas e no setor privado são vendidas por uns 59 dólares.

A pneumonia matou a quase um milhão dos menores de 5 anos no mundo em 2015, destes, 20% procediam da Índia, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A PCV13 só pode ser adquirida a este preço reduzido nos países mais pobres e através de Gavi, uma aliança internacional público-privada para as vacinas.EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário