quarta-feira, 23 de agosto de 2017

RÚSSIA VATICANO

Secretário do Vaticano diz que Rússia pode contribuir em crise da Venezuela

O cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano. EFE/Sergio Barrenechea

O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, afirmou nesta terça-feira que a Rússia pode contribuir para o diálogo na Venezuela, considerando as "estreitas relações" entre o Kremlin e o governo de Nicolás Maduro.

"Acredito que a Rússia pode ajudar nesse momento difícil porque tem relações estreitas com a Venezuela e, por isso, pode contribuir para o diálogo", disse Parolin em uma coletiva após se reunir com o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov.

"O diálogo é a única via que a Santa Sé vê para resolver a crise", completou o cardeal.

Lavrov indicou que muitos "atores externos" podem ajudar no diálogo entre as partes em conflito na Venezuela. Para o chanceler russo, o importante é que todos defendam a "busca de compromissos", visando criar um caminho para solucionar a crise.

"Desde o início nós apoiamos as iniciativas da Santa Sé para reconciliar as partes e esse enfoque segue sendo totalmente válido na situação atual", disse Lavrov.

O chanceler russo e o secretário de Estado do Vaticano também conversaram sobre a situação no Oriente Médio e na Ucrânia.

"Vim para transmitir a preocupação do papa Francisco com os problemas que se observam na arena internacional", indicou Parolin.

O cardeal também falou com Lavrov sobre a situação dos católicos na Rússia e sobre a possibilidade de um novo contato entre o papa Francisco e o patriarca ortodoxo russo Kirill.

O secretário de Estado do Vaticano deve encontrar com Kirill ainda hoje e amanhã viajará para Sochi para se reunir com o presidente da Rússia, Vladimir Putin.EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário