domingo, 13 de agosto de 2017

PAPA EUTANÁSIA

Papa exige que congregação belga proíba eutanásia em seus hospitais

EFE/Maurizio Brambatti

O papa Francisco exigiu que a congregação católica Irmãos da Caridade proíba a prática da eutanásia nos hospitas que administra na Bélgica, onde é legal, informou nesta sexta-feira a Rádio Vaticana.

O pontífice, através do Dicastério vaticano para a Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, lembrou à congregação que "a eutanásia se opõe aos princípios fundamentais da Igreja católica" e ordenou que ponha fim a estas práticas neste mês de agosto, segundo o site vaticano.

O instituto religioso de direito pontifício - fundado por um sacerdote belga e aprovado em 1899 - anunciou em maio que consentia aos médicos a prática da eutanásia nos 15 centros psiquiátricos que administra na Bélgica porque o país permite.

O superior geral da congregação, com sede em Roma, René Stockman, rejeitou então estas práticas, pediu aos bispos belgas uma posição clara contra a eutanásia e informou sobre isso à Santa Sé, que abriu uma investigação sobre os fatos.

Stockman disse que a congregação na Bélgica terá que assinar uma carta conjunta declarando que apoia que "a vida humana deve ser respeitada e protegida em termos absolutos, desde o momento da conceção até o seu fim natural" e adverte que, quem se negar a assiná-la, "enfrentará as punições correspondentes".

A Bélgica despenalizou a eutanásia em 2002 para os adultos e estendeu a lei também aos menores, sem limite de idade, em 2014.EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário